mar 15

O Nubank é uma ameaça ao mercado de seguros?

Criado em 2013 por David Vélez, Cristina Junqueira e Edward Wible, o Nubank veio com a proposta de simplificar e promover mais inclusão no mercado financeiro. O primeiro produto ofertado foi o cartão de crédito sem taxas, administrado de forma 100% online.

Com o tempo, a fintech expandiu seus horizontes – tanto em produtos quanto em fronteiras. Hoje, o Nubank também oferece conta de pagamentos, empréstimos, programa de benefícios no cartão de crédito e… Seguro de vida.

O seguro de vida é o produto mais recente da fintech. Anunciado há uma semana, o slogan é “já tava na hora do seguro de vida evoluir”. Isso porque o seguro também pode ser contratado e mantido totalmente online. Os planos iniciam em R$ 9 e são customizados de acordo com a necessidade do cliente.

No anúncio, a empresa escreveu que “este é o nosso primeiro passo para revolucionar o mercado de seguros”. A pergunta levantada é: o Nubank irá causar o mesmo efeito que causou no mercado financeiro? A fintech está, sem dúvidas, muito mais robusta do que quando surgiu. Hoje ela possui:

  • Mais de 30 milhões de clientes;
  • Valor de mercado superior a US$ 10 bilhões;
  • Operações no México, Argentina e Colômbia;
  • Inteligência de mercado: concorre de perto com grandes bancos;
  • Marca relevante e que conquistou a confiança de muitos usuários.

A StartSe analisou a entrada do “roxinho” neste novo segmento. Confira a discussão de Thais Aquino e Piero Franceschi sobre o assunto:

FONTE: https://www.startse.com/noticia/startups/o-nubank-e-uma-ameaca-ao-mercado-de-seguros