maio 09

Google investe em startup que deseja usar CRISPR para prevenir infartos

A Verve Therapeutics testa edição genética para evitar e tratar doenças coronárias; a startup recebeu US$ 58,5 milhões em investimento

GV, Google Ventures, liderou um investimento de 58,5 milhões de dólares na Verve Therapeutics. A startup deseja utilizar a edição genética CRISPR para evitar e tratar doenças coronárias, como infartos.

A startup identificou, por meio de pesquisas, os adultos que possuem menos chances de desenvolverem essas doenças, devido à condição genética destes indivíduos. Agora, ela deseja identificar os adultos propensos a doenças coronárias e planeja criar terapias de edição de genes para torná-los similares aos indivíduos menos propensos a desenvolver a doença.

A rodada de investimentos foi do tipo série A e contou com a participação dos fundos ARCH Venture Partners, F-Prime Capital e Biomatics Capital. O aporte será utilizado para avançar as provas de conceito. Os testes serão inicialmente feitos em animais, pois os testes com humanos ainda não foram aprovados.

A empresa afirma que todos as terapias desenvolvidas serão para adultos. A edição de genética de bebês com CRISPR foi alvo de polêmicas após experimentos de um cientista chinês que afirma ter “imunizado” duas gêmeas contra o vírus do HIV.

Para Sekar Kathiresan, médico e cofundador da Verve Therapeutics, as doenças coronárias são uma “verdadeira pandemia” e “uma crise crescente de saúde”. “Nosso entendimento das doenças coronárias arteriais, combinados ao aumento de sofisticação nas tecnologias de edição de genes, criaram um momento transformador no tratamento dessa doença”, afirmou.

No futuro, a terapia com edição genética pode vir a ser uma alternativa às existentes hoje, que consistem em remédios, melhor alimentação e exercício físico. “A edição de genes oferece a possibilidade de introduzir variáveis de genes protetores em adultos em uma terapia de uso único”, justificou o fundador da startup ao anunciar o aporte.

FONTE: STARTSE