maio 19

Drones no Canadá vão plantar 40 mil árvores em 1 mês

A restauração florestal no Canadá ganhou um aliado tecnológico. Os pequenos veículos aéreos vão sobrevoar uma área queimada por incêndios ao norte de Toronto, a maior cidade do país. O objetivo é plantar 40 mil árvores só neste mês.

O projeto é conduzido pela empresa canadense de reflorestamento Flash Forest. Sua maior meta é plantar um bilhão de árvores até 2028. Para tanto, garante que consegue plantar 10 vezes mais rápido e com 20% dos custos das técnicas tradicionais.

Muitos especialistas defendem que o plantio de árvores é a maneira mais rápida e barata de frear as mudanças climáticas. Um estudo publicado na Science em 2019 afirmou que, além de preservar as florestas que já existem, a solução contra o aquecimento global seria o mundo plantar 1,2 trilhão de árvores.

Tecnologia

Alcançar números tão grandiosos requer mais que força humana. E as inovações tecnológicas junto a ciência são essenciais neste processo. No caso da Flash Forest, o foco do plantio é em áreas pós-colheita e pós-incêndio. A empresa usa software de mapeamento aéreo, tecnologia de drones, pneumática, automação e ciência ecológica.

Durante testes do projeto-piloto, em outubro de 2019, a companhia plantou 165 árvores em apenas três minutos com o uso de um único drone. Também o despejo de nutrientes no solo é feito com drones.

Após o plantio, a empresa retorna para acompanhar o andamento das mudas.

Outro ponto importante é a priorização das espécies nativas. Para isso, trabalham com bancos de sementes locais.

Drones em projetos ambientais

Monitoração, fiscalização e preservação ambiental são apenas algumas das áreas que podem ser auxiliadas pelo uso de drones. No CicloVivo já trouxemos exemplo de seu uso na coleta de lixo nas praias, na fiscalização da Amazônia peruana e também como meio de chegar a áreas remotas – como no ambicioso plano de Madagascar em plantar 60 milhões de árvores e no transporte de medicamentos em Ruanda.

FONTE: ciclovivo.com.br