set 14

Vegan Business fecha sexta rodada e traz R$ 1,1 mi para a foodtech Mun

Com a nova investida, plataforma de equity crowdfunding captou R$ 6 mi para seis negócios veganos, em menos de um ano

A Vegan Business anunciou a conclusão de mais uma rodada nesta segunda-feira (12). Conforme adiantado em primeira mão para o Startups, a nova empresa do portfolio da plataforma de equity crowdfunding é a foodtech Mun, que levantou R$ 1,106 milhão de 82 investidores que participaram da rodada.

Mun se posiciona um dos principais nomes na distribuição de tempê no Brasil. Originário da Indonésia, o tempê é um alimento prebiótico rico em proteínas 100% vegetais, que também se destaca por ter alto teor de fibras alimentares e um valor nutricional mais alto quando comparado a outros produtos proteicos veganos.

Com um ticket médio de R$ 13,6 mil, que é o valor individual por reserva na oferta pública, a Mun foi a segunda companhia a ultrapassar a marca de R$ 1 milhão captado pela Vegan Business. A primeira foi a Conví Foods, produtora de alimentos veganos que levantou R$ 1,5 milhão com participação do fundo britânico Veg Capital.

Fundada em 2018, a Mun distribui seus produtos para 150 lojas e restaurantes em território nacional, incluindo nomes estrelados como o restaurante Camélia Òdòdó, de Bela Gil. Segundo os fundadores, o Thomas Hendee e Eduardo Lopes, o dinheiro será usado para ampliar a equipe e, principalmente, investir em ações de marketing e na área comercial. “Ao procurar investimento, sempre tivemos o Vegan Business como nossa principal referência”, diz Thomas.

O mercado de tempê já movimenta R$ 500 milhões por ano e o faturamento da Mun reflete esta demanda: o faturamento da startup em 2021 foi de R$ 750 mil, alta de 49% em relação a 2020.

Fundada em 2018, a Vegan Business construiu uma comunidade interessada no setor plant-based através de conteúdo. Seu fundador, o dinamarquês Christian “Crica” Wolthers aproximou-se da Veg Capital como coinvestidor e consultor de investimentos, transformou a empresa em uma plataforma de crowdfunding e recebeu aprovação regulatória para operar em outubro de 2021.

Desde então, a plataforma atraiu mais de 4.200 investidores e coinveste nas rodadas, que tiveram início em janeiro deste ano. As integrantes do portfolio são a Chameleon Sun, que levantou R$ 505 mil, com participação de 23 investidores. Na segunda rodada, que captou R$ 375 mil para o leite vegetal Purifica, o número de investidores saltou para 55. A Novah!, startup de alimentos à base de castanha e castanha-de-caju, contou com 108 investidores e R$ 600 mil captados, além da Conví Foods, que levantou R$ 1,5 milhão junto a 36 investidores e a Veg Capital.

FONTE: https://www.terra.com.br/economia/dinheiro-em-dia/meu-negocio/vegan-business-fecha-sexta-rodada-e-traz-r-11-mi-para-a-foodtech-mun,c3bd62f63ff369a96938dd3f843be37bpp19ypoz.html