set 28

Twitch fecha parceria com a Warner Music para programação musical original

Cerca de uma semana depois de assimilar os termos com a National Music Publishers Association (NMPA), a Twitch tem assinou um contrato com a Warner Music Group. Em parceria com a gravadora, que é a primeira para a plataforma da Amazon, a empresa explicou que a Warner Music lançará canais para alguns de seus artistas.

Além disso, nessa nova parceria, a gravadora também criará um canal autônomo com o objetivo de transmitir a programação original de sua casa de produção IMGN.

Porém, caso você for um criador de conteúdo na plataforma da Twitch, esse fator é secundário em relação ao outro lado negócio. De forma semelhante ao pacto com a NMPA, isso não funciona como um acordo de licenciamento, então, os criadores não podem incluir músicas de artistas do WMG em seus jogos e streams.

Como parte do acordo, o WMG concordou em usar o novo processo que o Twitch implementou recentemente para permitir que os detentores de direitos relatem o conteúdo. Em um e-mail na semana passada para os criadores, a empresa disse que o novo sistema é mais indulgente com os indivíduos que podem ter tocado inadvertidamente músicas que não estavam autorizadas a usar.

Twitch faz acordo para indústria musical “perdoar” streamers por problemas de direitos autorais

Em 2020, uma repressão da indústria musical à Twitch resultou em greves em relação aos direitos autorais e uma exclusão em massa de vídeos, enquanto a National Music Publishers Association (NMPA) tentava reduzir a reprodução por streamers de canções licenciadas. Agora, o serviço de streaming de vídeo ao vivo fez um acordo para que haja um certo tipo “perdão” por parte da entidade quando os mesmos utilizarem singles na plataforma.

Com o acordo, as gravadores e publishers da indústria terão “um acordo opcional permitindo colaborações futuras”. Em um e-mail enviado aos streamers, conforme relatado pelo site Kotaku, é esclarecido que isso tornará o processo “mais flexível e indulgente para os criadores que inadvertidamente ou acidentalmente usam música nos streams do que o processo existente exigido pela justiça”.

Na prática, isso significa que os criadores de conteúdo que exibirem música protegida por direitos autorais durante os streams terão a chance de “corrigir a infração” primeiro, com a Twitch alertando sobre o caso antes de remover o conteúdo. “Em um alto nível, o novo processo, que é distinto da lei de direitos autorais dos Estados Unidos (DMCA), se concentra em fazer flagrante da música e começar apenas com um aviso em vez de penalidades”, explicou o serviço.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/09/28/internet-e-redes-sociais/twitch-fecha-parceria-com-a-warner-music-para-programacao-musical-original/