abr 18

Suíça lança rede 5G em meio a temores de segurança

A operadora de telecomunicações Swisscom entrou em operação com sua rede de comunicações móveis de quinta geração 5G.

Alguns suíços temem os efeitos sobre a saúde do aumento da radiação das antenas de 5G
(Keystone)

A empresa disse que a tecnologia ultrarrápida foi disponibilizada em mais de 100 locais em 54 cidades na madrugada da quarta-feira 17 de abril.

Swisscom planeja cobrir 90% do país com a rede 5G até o final do ano, de acordo com o CEO da empresa Urs Schaeppi.

A operadora disse ter recebido o direito de usar as novas frequências pela agência reguladora de telecomunicações por 15 anos.

A rede foi implementada em parceria com a empresa sueca de telecomunicações Ericsson.

Preocupações

O anúncio da maior empresa de telecomunicações da Suíça acontece no mesmo momento em que quatro cantões do oeste da Suíça (Vaud, Genebra, Neuchâtel e Jura) suspenderam as autorizações para novas antenas móveis 5G, aguardando um relatório do governo sobre sua segurança.

Um grupo de trabalho deve apresentar os resultados de um estudo ao governo suíço até o final de junho.

A 5G não é unânime na Suíça. Enquanto algumas pessoas dizem que a rede é indispensável para o desenvolvimento econômico, outras têm medo do aumento da radiação proveniente das antenas. O resultado é que os projetos de construção de antenas estão correndo com petições, interferência política e oposição.

No início deste mês, a concorrente da Swisscom, a Sunrise, lançou seu serviço 5G em 150 municípios suíços.

A tecnologia sem fio de quinta geração oferece velocidades de dados muito mais rápidas para as comunicações móveis do que as gerações anteriores: até dez gigabits por segundo, que é rápido o suficiente para baixar um filme de alta definição em segundos e até 100 vezes mais rápido que a tecnologia 4G atual.

FONTE: SWI