abr 18

Novo Corolla feito no Brasil será o primeiro carro hibrido flex do mundo

Em evento realizado nesta quarta-feira (17) no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo de São Paulo, a Toyota anunciou que a próxima geração do Corolla produzida no Brasil será a primeira do mundo equipada com um motor híbrido flex.

Os estudos envolvendo a tecnologia híbrida flex da Toyota foram anunciados pela fabricante em março do ano passado, enquanto a confirmação de produção aconteceu em dezembro do mesmo ano. Impulsionando um novo ciclo de evolução tecnológica no país, o anúncio está alinhado com os propósitos do Programa Rota 2030, que busca, entre outros temas, estimular a produção de veículos mais eficientes.

Carro mais vendido globalmente, o Corolla, que chega à sua 12ª geração, será o único veículo a contar com um motor elétrico e outro de tecnologia flexfuel. Com essa motorização, a promessa da montadora é de que este será o automóvel movido a etanol mais eficiente do Brasil e o híbrido mais limpo do mundo.

O modelo será montado sobre a plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture, ou Nova Arquitetura Global da Toyota, em tradução para o português), que já equipa veículos da marca como o Prius, o SUV compacto C-HR e o sedã grande Camry. Com ela, a montadora promete mais conforto, dirigibilidade e estabilidade, aliado a uma série de novos equipamentos.

A nova geração do Corolla tem previsão de chegada às concessionárias brasileiras no último trimestre de 2019. Para os mercados latino-americanos onde o veículo é exportado – Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Peru e Colômbia – a Toyota planeja sua comercialização a partir do primeiro semestre de 2020.

Desenvolvimento do propulsor híbrido flex

Até chegar à formatação do primeiro protótipo, a Toyota realizou diversos testes em escala de laboratório, que tiveram início há quase quatro anos, em meados de 2015. O projeto colocou lado a lado as equipes de engenharia da Toyota Motor Corporation, no Japão, e da Toyota do Brasil. O trabalho foi direcionado no sentido de extrair o potencial máximo de cada solução: alta eficiência, baixíssimos níveis de emissões e capacidade de reabsorção dos impactos de gás carbônico (CO2) ao utilizar combustível oriundo de fonte 100% renovável.

Toyota Prius é o híbrido da montadora no Brasil

Em março de 2018, a Toyota anunciou os testes de rodagem com um protótipo híbrido flex no Brasil construído sobre a plataforma de um modelo Prius. Durante os meses de experimentação, uma série de dados relacionados à performance e comportamento do carro foram coletados de modo a contribuir na busca pelo balanço ideal de todo o conjunto.

Estudos realizados pela Toyota do Brasil apontam que o híbrido flex, quando abastecido com etanol, possui um dos mais altos potenciais de abatimento da emissão de CO2. Isso ocorre ao longo do ciclo de vida do etanol, desde que o biocombustível é extraído da cana-de-açúcar, passando pela disponibilidade nas bombas de abastecimento e sua queima no processo de combustão do motor.

Investimento na fábrica

A fábrica da Toyota em Indaiatuba/SP será a pioneira neste processo de hibridização dos veículos da marca no Brasil. O Novo Corolla será produzido na planta, que vem sendo modernizada e passando por diversas melhorias em sua estrutura desde setembro do ano passado, quando foi anunciado investimento de R$ 1 bilhão na unidade. Este foi o primeiro investimento da indústria automotiva nacional após o anúncio do Programa Rota 2030.A produção local da nova geração do Corolla equipado com motorização híbrida flex acontece 16 anos após o início da comercialização do primeiro veículo capaz de ser abastecido com gasolina e/ou etanol no Brasil.

FONTE: CANAL TECH