nov 18

Solução inovadora para o sobrepeso

Healthtech brasileira Liti recebe R$ 21 milhões em investimentos para resolver o problema de pessoas acima do peso.

Sobrepeso foi um dos principais problemas do Brasil em 2021, segundo dados divulgados pela Agência Brasil. Mais da metade da população (57,2%) estava acima do peso ideal no ano passado – na pré-pandemia, em 2019, a taxa era de 55,4%. A condição é uma questão importante para a saúde pública brasileira e afeta mais os homens (60%), do que as mulheres (55%). Com tantos afetados por essa enfermidade, um mercado foi impulsionado ainda mais durante a pandemia, o do emagrecimento. E em busca do peso ideal há um vale-tudo que envolve de pílulas para emagrecer a dietas milagrosas ou treinamentos para chapar a barriga em um mês. É nesse universo que a Liti, healthtech brasileira, quer trazer soluções.

A empresa surgiu quando um dos fundadores, Fernando Vilela, hoje CEO da Liti, procurou ajuda médica para resolver seu próprio contratempo com o peso excedente. Encontrou Eduardo Rauen, médico nutrólogo que se deparava com o dilema “para cada paciente que trato, há mais dez ainda enfermos”. Ele queria dar tração ao tratamento de mais pessoas para realmente resolver esse problema. Vilela, que até então era CMO da Rappi, utilizou toda sua experiência em produtos digitais para co-criar o que hoje é a Liti, healthtech totalmente digital, escalável e que traz uma solução que considera todas as variáveis necessárias para o tratamento de pessoas acima do peso.

A startup acabou de receber R$ 21 milhões para expansão das atividades no Brasil em uma rodada de seed. O dinheiro será usado para expansão e investimento em produto e tecnologia. “Para melhorar a experiência do nosso cliente, sabemos que isso é só o começo”, disse à DINHEIRO Fernando Vilela.

“A maioria das pessoas acaba falhando na parte de mudança dos hábitos” Fernando Vilela CEO da Liti.

O processo é totalmente digital e a distância. A pessoa se inscreve no aplicativo, insere as informações, os objetivos e a partir disso é criado uma jornada personalizada. Em seguida, recebe em casa um kit com balança de bioimpedância (que analisa o funcionamento do organismo, através de dados como o de percentual de gordura, músculo, hidratação e peso), uma balança de alimentos, garrafa d’água e uma fita métrica.

Com o kit é iniciado o processo de emagrecimento, acompanhado por um corpo médico composto de nutrólogos, nutricionistas e outros profissionais. No app, o paciente acompanha seu percentual de gordura, nível de músculo, peso e calorias gastas. Além disso, há todo o planejamento necessário, como dietas, programa de treinos e dicas para criação de novos hábitos. “É nessa parte dos hábitos que a maioria acaba falhando e a literatura científica mostra isso”, afirmou Vilela. As consultas com os médicos são realizadas três vezes por mês durante os primeiros cinco meses, no plano que custa R$ 700 mensais, preço reduzido após os primeiros cinco meses para R$ 150 ao mês, com consultas livres.

FONTE: https://www.istoedinheiro.com.br/solucao-inovadora-para-o-sobrepeso/