out 17

Mitos e verdades sobre carros elétricos

Carros elétricos ainda são muito difíceis de ser vistos no Brasil, pois, de acordo com a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), no Brasil existem pouco mais de 8 mil veículos elétricos, incluindo camiões, autocarros e automóveis de uma frota mundial de cerca de 3 milhões de carros que funcionam somente com eletricidade.

No Brasil tem apenas 0,02% da frota que circula pelo planeta. No último ano, foram vendidos no nosso país 3.200 carros elétricos.

Diversos fatores contribuíram e ainda contribuem para que os carros elétricos não tenham se tornado popular no Brasil.

As poucas opções de modelos disponíveis no mercado, porque, atualmente no nosso país só existe um carro elétrico chamado BMW i3 que está à venda, embora outras marcas estejam confirmadas para os próximos anos. Outros fatores são os preços exorbitantes e falta de infraestrutura.

Por ser algo novo, o carro elétrico é alvo de muitas dúvidas, algumas são verdades, mas outras são mitos.

Vista interior carro elétrico Tesla
Vista interior carro elétrico Tesla

5 Mitos comuns sobre carros elétricos

1. Carros elétricos são chatos de dirigir

As pessoas adoram criticar dizendo que não há emoção em dirigir um automóvel elétrico, pois, não tem ronco no motor. Na realidade o barulho de um V8 pode até fazer falta, porém, a presença de torque instantâneo compensa qualquer silêncio.

É só acelerar que o carro elétrico arranca imediatamente, muito mais rápido do que um carro movido à combustão.

2. Há risco de a bateria explodir enquanto estiver carregando

É também um mito. As baterias atuais saem das fábricas com um chip responsável por controlar a saída e entrada da carga. Com isso, não há risco de explosão.

3. A bateria pode viciar

Não é verdade, pois, a maioria das baterias dos veículos híbridos e elétricos é fabricada de íons de lítio.

Uma das virtudes está na ausência do efeito memória, impedindo que a capacidade de armazenamento de carga seja prejudicada caso haja alguma carga residual no momento da recarga.

4. Pode dar choques durante enchentes

As baterias foram projetadas para aguentar situações de risco, inclusive, contato com a água. Por esse motivo, o setor elérico do carro elétrico é isolado contra fatores externos.

5. Gasta muita energia para carregar em casa

Associações de carros elétricos estimam que o veículo consuma a mesma quantidade de energia de um aparelho de ar-condicionado de tamanho médio.

A estimativa é de que um carro elétrico gaste em média, cerca de 184 KWh por mês, o que equivale a R$ 0,05 por quilómetro rodado.

5 Verdades sobre os carros elétricos

1. Manutenção é mais simples do que a de um carro a combustão

O motor de um carro elétrico tem poucas peças móveis e não necessita de óleo e nem de filtros para funcionar.

O carro elétrico só precisa passar por manutenção para ver o motor e outros componentes do carro como os freios.

2. É difícil encontrar pontos de recarga no Brasil

É verdade, no Brasil há poucos pontos preparados para recarregar carros elétricos.

3. Autonomia pode ser insuficiente

É verdade, porque mesmo que o carro elétrico esteja todo carregado, seu dono corre o risco de ficar a pé, caso a sua energia acabe, mas isso, também ocorre com os carros comuns, pois, ninguém está livre de ficar sem gasolina.

4. Falta incentivo do governo

É verdade, porque em países como os Estados Unidos as pessoas recebem incentivos do governo para adquirir um carro elétrico, mas no nosso país isso não acontece.

5. O fim de vida das baterias elétricas ainda não tem solução

Esta é uma outra grande verdade, é um problema mundial sem solução. Baterias não podem ser descartadas no lixo comum, isso porque elas são fabricadas com metal pesado que pode causar vários problemas de saúde e também ao meio ambiente.

FONTE: PORTAL ENERGIA