mar 12

‘Hotel do futuro’ do Alibaba tem atendimento feito por robôs e reconhecimento facial

Se você é adepto da frase “isso é muito Black Mirror”, prepare-se: a gigante do e-commerce Alibaba inaugurou o seu hotel do futuro, que conta com robôs e (muita) inteligência artificial.

Localizado em Hangzhou, na China, o FlyZoo, prédio de 290 quartos, foi construído pela Fliggy – plataforma de turismo online da própria empresa oriental – junto com outros braços do grupo, como o A.I. Labs e o Alibaba Cloud.

A proposta do hotel é transformar a experiência dos hóspedes, principalmente, por meio da tecnologia. Lá, por exemplo, não existem chaves nem cartões: as portas e os elevadores são liberados após reconhecimento facial. Se você quiser pedir uma bebida ou um prato do restaurante, basta usar o Tmall Genie – equivalente chinês à Alexa ou o Google Home – disponível em cada dormitório. Um robô entregará o seu pedido no quarto.

No vídeo abaixo, é possível conferir algumas dessas novidades.

A área de exercícios, inclusive, se parece com o que a famosa série do Netflix retrata em uma das cenas do segundo episódio da primeira temporada, lançada em 2011.

Acima, área de exercícios do hotel do Alibaba; abaixo, cena de Black Mirror/Reprodução
Acima, área de exercícios do hotel do Alibaba; abaixo, cena de Black Mirror/Reprodução

Quais são as tecnologias envolvidas

Tudo começa com o aplicativo do FlyZoo. Nele, viajantes podem reservar suas estadias, escolher o andar preferido e até ver para qual lado seus quartos estão virados. Para estrangeiros, o check-in requer alguns passos adicionais, feitos em um quiosque na recepção. Já os chineses se dirigem diretamente ao dormitório após finalizarem o processo no celular.

O uso de inteligência artificial é um dos pontos principais da experiência. Se os hóspedes quiserem, eles podem escolher usar reconhecimento facial em vez de chaves para liberar o uso dos elevadores ou abrir as portas do quarto. Basta tirar uma foto durante o check-in e pronto, a imagem está guardada para uso futuro.

A ideia do FlyZoo é usar essas fotos, também, como medida de segurança, para verificar se os usuários estão realmente ficando no hotel.

Cada quarto é equipado com um Tmall Genie, que faz o ajuste da temperatura, luzes, cortinas, televisão, música e até responde perguntas simples, como “qual é a senha do Wi-Fi?”. Acessórios (travesseiros e cobertores extras, por exemplo), comida e bebidas podem ser pedidos também pelo Tmall. Tudo por meio do comando de voz.

As entregas desses pedidos são feitas por robôs.

Robôs entregam pedidos feitos por comando de voz no hotel do futuro do Alibaba/Divulgação
Robôs entregam pedidos feitos por comando de voz no hotel do futuro do Alibaba/Divulgação

Isso não significa, porém, que não existam pessoas trabalhando no hotel. “Nosso uso da inteligência artificial, aliado ao gerenciamento digital e aos sistemas operacionais, significa que os funcionários podem focar seus esforços para prover aos hóspedes um nível de serviço excelente”, afirmou Andy Wang, CEO of Alibaba Future Hotel.

Para tentar fazer reservas diretamente do Brasil, é preciso entrar no site da Fliggy (em chinês) e se cadastrar na plataforma Taobao. As diárias costumam custar a partir de 999 yuans (R$ 571).

FONTE: E-COMMERCE BRASIL