ago 06

EUA ganham primeiro app com sistema de rastreamento da Apple e Google

Aplicativo notifica usuários sobre contato com pessoas infectadas com Covid-19; outras plataformas com o sistema das gigantes de tecnologia já são empregadas em outros países, inclusive no Brasil

O Departamento de Saúde do estado da Virginia, no sudoeste dos Estados Unidos, lançou nesta quarta-feira (5) o COVIDWISE, um aplicativo de rastreamento de contatos com base no sistema de notificações desenvolvido pela Apple e o Google. Trata-se do primeiro estado norte-americano a apresentar uma plataforma estável integrada à tecnologia das empresas.

Desde maio, a Apple e o Google oferecem a países e territórios uma API (Interface de Programação) para apoiar o desenvolvimento de aplicativos que monitoram o contato de usuários com pessoas infectadas. O rastreamento funciona por meio da conexão Bluetooth de smartphones. Quando dois aparelhos que têm o app instalado se aproximam, os celulares trocam chaves criptografadas.

Usuários que são diagnosticados com Covid-19 podem reportar voluntariamente o caso no aplicativo. Na sequência, o programa notifica outras pessoas que podem ter tido contato com esses usuários infectados. Por questões de privacidade, os alertam não identificam quem são as pessoas doentes ou o local em que a possível exposição ocorreu.

De acordo com o Departamento de Saúde da Virginia, o COVIDWISE não coleta ou armazena dados e informações pessoas e pode ser desativado ou excluído a qualquer momento. Embora o aplicativo seja a primeira iniciativa no território dos norte-americano, o Brasil e nações europeias, como Itália e Alemanha, já desenvolveram ferramentas de rastreamento a partir da tecnologia da Apple e do Google.

Os Estados Unidos contabilizam mais de 4,8 milhões de casos confirmados de Covid-19. Imagem: Pexels

No Brasil

Na sexta-feira (31), o Ministério da Saúde anunciou a chegada do recurso de notificação de exposição ao coronavírus ao aplicativo Coronavírus-SUS. Baseada na API desenvolvida pela Apple e do Google, a função alerta usuários do aplicativo sobre o potencial contato com alguém infectado pelo novo coronavírus. O app está disponível para Android e iOS.

O Coronavírus-SUS classifica uma possível exposição de acordo com o tempo e distância das trocas das chaves criptografadas do Bluetooth. A plataforma considera apenas contatos que tenham durado pelo menos 5 minutos com uma distância de 2 metros. Para minimizar que pessoas declarem falsos diagnósticos no app, o programa requer que usuários insiram um código associado a exames moleculares ou sorológicos para detecção do novo coronavírus.

A ferramenta é uma forma de apoiar a prevenção e minimizar a propagação da doença. Os alertas não significam necessariamente que os usuários notificados estão contaminados. A ideia é que as notificações levem usuários a redobrar a atenção para o surgimento dos sintomas e reforçar medidas de isolamento social.

FONTE: https://olhardigital.com.br/coronavirus/noticia/eua-ganham-primeiro-app-com-sistema-de-rastreamento-da-apple-e-google/104708