maio 15

Cachecol inteligente vai ser o futuro das idas ao estádio

A Real Sociedad desafia o futuro do futebol. A equipa espanhola criou cachecóis inteligentes com a tecnologia wearable que lhe permitem ligar aos smartphones. A intenção principal do clube passa por facilitar as idas ao estádio. Acelera as entradas no estádio, o famoso Anoeta, já que deixa de ser preciso ter bilhete impresso. Com o sensor presente no cachecol – que afere se o adepto tem bilhete para o jogo – será mais fácil e rápido autenticar as entradas.

E o futuro não se fica por aqui. Este cachecol inteligente vai também permitir a entrada dos apoiantes do clubes a outras zonas do estádio, tais como o parque de estacionamento ou as áreas VIP. Será também uma forma do clube se comunicar diretamente com os adeptos, através de mensagens personalizadas. Ofertas da loja do clube e comida dentro do estádio serão outros serviços que serão facilitados pelo adereço inteligente.

Veja o cachecol inteligente em ação:

 

https://rd.videos.sapo.pt/z1EVS9KPl2BumbMC9oKA?jwsource=cl

 

Tecnologia foi testada frente ao Real Madrid

“Esta é a nossa oportunidade para criar a melhor experiência possível para os nossos fãs, recompensando-os pela lealdade ao clube e para transformar a Anoeta num estádio inteligente que seja líder. O projeto de transformação digital da Real Sociedad foi lançado como o resultado do processo de remodelação do novo estádio, não havia motivos para construir um novo estádio e descartar o reino digital, portanto decidimos implementar o digital em todas as áreas: interação com os fãs, área desportiva, processos de negócio e espaços físicos”, explica o responsável por esta transformação digital no Anoeta, Juan Iraola, de acordo com o Yahoo! Sport.

A inovadora ideia ainda está em fase de testes. Para já, foram criados apenas 500 cachecóis, que foram testados no jogo frente ao Real Madrid. Um jogo que acabou com a vitória dos bascos por 3-1. Os resultados foram animadores e agora o clube espanhol pretende criar mais cachecóis para o início da próxima época e, ao mesmo tempo, incentivar outros clubes a utilizar a mesma tecnologia.

FONTE: PE