set 22

Volume de vendas na Black Friday é desafio para empresas do e-commerce

O pior pesadelo para empresas com atuação no e-commerce é chegar na época da Black Friday e ter grande volume de pessoas querendo comprar seus produtos, mas sem conseguir fazê-lo, porque o sistema não aguentou o tráfego.

Sobretudo em ano de poucas vendas, isso pode ser um desastre. “É uma situação que acontece com mais frequência do que as pessoas imaginam e em grandes empresas, que parecem totalmente preparadas. E não tem solução na hora”, explica Luis Augusto Teixeira, CTO na Inmetrics Qualidade.

Para afastar o risco, são necessários planejamento e ações preventivas e de otimização que exigem antecedência para surtir efeito. “Para quem vende, a Black Friday tem que começar bem antes de novembro”, destaca Teixeira, apontando o Site Reliability Engineering (SRE) como metodologia para garantir que as aplicações do e-commerce operem com qualidade, performance e segurança.

“É um modelo utilizado pelo Google e que permite aprimorar os sistemas e serviços, tornando-os mais sustentáveis, confiáveis, escaláveis e amigáveis para o usuário”, afirma o CTO da Inmetrics. Além disso, continua, é adaptável e pode ser utilizado em qualquer squad de uma empresa, de acordo com a demanda, maturidade ou necessidade dos negócios.

Teixeira explica ainda que a base da estratégia é reunir servidores básicos por meio da virtualização, com arquitetura de software distribuída, impedindo que interrupções causem tempo de inatividade e prejuízos.

Black Friday

O especialista alerta ainda que a queda do sistema é o evento mais extremo que pode acontecer, mas outros menos severos também são preocupantes. “Apenas a lentidão afasta compradores. Muitas vendas são por impulso e, se o processo demora, a pessoa desiste e não volta. Por isso, é preciso manter o desempenho e o foco é a infraestrutura digital e eficiência”, resume.

Para quem não quer ter problemas este ano, portanto, já passou da hora de checar os sistemas e corrigir eventuais vulnerabilidades. “E não se trata apenas da Black Friday. O comércio eletrônico é tendência irreversível e a prioridade para se posicionar bem nesse novo ambiente é oferecer boa experiência ao cliente durante as 24 horas dos 365 dias do ano”, finaliza.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2022/09/22/pro/volume-de-vendas-na-black-friday-e-desafio-para-empresas-do-e-commerce/