out 28

Você se submeteria a uma cirurgia com realidade aumentada? Isso já existe!

Imagine as vantagens de um cirurgião que tivesse uma visão de raio X, em tempo real, durante a cirurgia de um paciente? A chance de êxito nessas operações aumentaria consideravelmente. É exatamente essa a proposta de uma nova startup, a MediView XR. Criada no Instituto de Pesquisa Lerner, em Cleveland, a empresa busca equipar cirurgiões e desenvolver novas tecnologias a partir da realidade aumentada (AR).

 Com o uso dos óculos HoloLens, da Microsoft, ou de outros gadgets similares de realidade aumentada, já utilizados por militares americanos, a tecnologia da startup MediView XR oferece aos cirurgiões a capacidade de espiar dentro dos pacientes e analisar sua anatomia interna, sob a pele.

A visão 3D abrange órgãos, vasos sanguíneos, ossos e até neoformações, como lesões cancerígenas. Isso só é possível graças a um sistema que “funde” as leituras dos diferentes sensores do dispositivo, agindo como um ultrassom com tomografias ou ainda um equipamento de ressonância magnética, sem a exposição repetida aos raios X. Essa nova visão permite que os cirurgiões possam analisar o interior de seus pacientes, em diferentes posições e ângulos.

Óculos de realidade aumenta permitem que médicos operem com visão 3D dos órgãos do paciente

A tecnologia também oferece dados avançados de posicionamento, importantes aliados nas operações de risco. Quando os cirurgiões pegam um instrumento cirúrgico, usando esses óculos, eles enxergam algo como um sabre de luz que age como uma régua ou guia para um bisturi, por exemplo. Na hora em que a ferramenta é movida em direção ao paciente, a plataforma de realidade aumentada permite que o médico veja, exatamente, como o instrumento cruzará a anatomia do paciente.

 Karl West, diretor da Cleveland Clinic e um dos responsáveis pelo projeto, comenta que uma das grandes dificuldades para os cirurgiões era a visualização da região-alvo que seria operada. “Não fazia sentido que, com todas as outras melhorias na medicina, ainda estivéssemos usando imagens 2D”, diz, sobre operações como essas.

Na área médica, este é apenas o exemplo mais recente de como a tecnologia vem sendo usada para salvar vidas. Desde robôs médicos controlados de forma remota até sistemas de treinamento com realidade virtual, que permitem que os cirurgiões pratiquem o procedimento várias vezes antes de executá-los, a medicina está se beneficiando enormemente da tecnologia de ponta. E isso significa que os pacientes também só têm a ganhar.

Confira a simulação de uma cirurgia feita com o uso dos óculos de realidade aumentada:

FONTE: CANAL TECH