ago 31

Vale substitui rede elétrica por baterias pela primeira vez no Brasil

Sistema de baterias será instalado para dar suporte às operações do porto da Ilha Guaíba, no Rio de Janeiro; mineradora espera reduzir consumo de energia elétrica em 20%

Um complexo industrial da Vale será o primeiro do Brasil a usar energia armazenada em baterias em substituição à rede elétrica. O projeto será instalado pela mineradora no Terminal da Ilha Guaíba, em Mangaratiba (RJ). A informação foi revelada pelo jornal O Globo.

O objetivo da Vale é deixar de consumir energia do serviço de rede elétrica no horário de pico, das 18h às 21h, quando a tarifa é elevada. Para isso, a empresa pretende instalar um sistema de baterias numa espécie de contêiner, e acioná-lo para dar suporte às operações do terminal de carregamento de minério durante o pico de demanda.

A capacidade de armazenamento do sistema será de 10 megawhatts-hora, potência que seria suficiente para atender a 45 mil residências durante uma hora. De acordo com o diretor de Energia da Vale, Ricardo Mendes, os gastos com energia do Terminal serão reduzidos em torno de 20% graças à iniciativa.

Porto de Ilha Guaíba, da Vale. Imagem: Divulgação oficial/Vale

Ele disse ao Globo que as baterias já chegaram ao local de instalação, e que o próximo passo é que seja feita a conexão ao sistema elétrico. A previsão é que isso aconteça entre novembro e dezembro.

“É a primeira vez que estamos usando baterias para prover energia em uma área industrial”, afirmou. “Essa é uma das tecnologias que deverá ser aplicada também para a substituição do diesel por energia elétrica renovável em outros equipamentos de transporte, como locomotivas e caminhões fora de estrada”.

Além dos benefícios financeiros, a substituição da rede elétrica para alternativas renováveis representa um avanço na política ambiental da empresa. De acordo com um levantamento feito pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o setor industrial é responsável por cerca de 36% de toda a energia consumida no Brasil.

Parceria com fabricante de baterias

A MicroPower, fundada pelo ex-vice-presidente da Tesla, Marcos Krapels, será a encarregada de fornecer as baterias à mineradora.

Desde que deixou a companhia de Elon Musk, Krapels tornou-se um nome importante no mercado de baterias para o setor industrial, e abriu há dois meses o seu escritório no Brasil. A Vale é sua primeira cliente brasileira.

O custo para implementação do sistema não foi informado, mas sabe-se que ele será coberto inicialmente pela MicroPowers. Depois, a Vale vai destinar à empresa o valor economizado nas contas de energia até que o investimento seja pago.

De acordo com Krapels, o Brasil pode se tornar um mercado importante para os fabricantes de baterias. Embora esse tipo de sistema esteja fazendo a sua estreia por aqui, ele destaca que futuros investimentos previstos pela Vale para projetos sustentáveis têm potencial para expandir os negócios dentro da mineradora.

Ricardo Mendes reforça a previsão. “À medida que a Vale continua a descarbonizar suas operações, o uso de baterias se tornará uma parte cada vez mais importante na eletrificação da nossa frota de equipamentos”, ele explicou em comunicado oficial da Vale.

FONTE: https://olhardigital.com.br/pro/noticia/vale-substitui-rede-eletrica-por-baterias-em-modelo-inedito-no-brasil/106138