set 16

SpaceX testa internet Starlink na Antártida

A SpaceX está testando a internet dos satélites Starlink na Estação McMurdo; a novidade mostra que a internet dos satélites já chegou a todos os continentes

O serviço de internet dos satélites Starlink, da SpaceX, já chegou à Estação McMurdo, uma estação de pesquisa no litoral da Antártida. A novidade foi anunciada em um tuíte da Fundação Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos (NSF) publicado nesta semana, que mostra a antena retangular receptora, instalada para testes.

Na publicação, a NSF descreveu que a nova conexão faz parte de testes de um serviço polar com um novo terminal de usuário, já instalado na estação. Com o novo serviço, a largura da banda será aumentada, ampliando também a conectividade para o trabalho científico conduzido na estação.

A SpaceX também comemorou o marco. “A Starlink está agora em todos os sete continentes!

Em um lugar tão remoto quanto a Antártida, esta capacidade é proporcionada pela rede de lasers Starlink”, escreveram em outro tuíte, também publicado na quarta-feira. Os lasers permitem a conexão de alta velocidade entre satélites distantes, e o recurso está em testes na SpaceX.

Por enquanto, a empresa vem experimentando os lasers com capacidade limitada, mas no futuro planeja que os satélites Starlink formem uma espécie de rede integrada e capaz de oferecer conexão mesmo a lugares distantes, como a Antártida. As conexões a laser devem ser mais utilizadas nas próximas versões dos satélites, ajudando a aumentar a velocidade e resiliência da rede.

A SpaceX já lançou mais de 3 mil satélites para a órbita baixa da Terra, e tem autorização para lançar até 12 mil deles; inicialmente, a empresa estimava que mais de 40 mil satélites seriam necessários para fornecer internet aos seus clientes, mas parece que um número menor talvez seja suficiente. No ano que vem, a SpaceX deverá começar a lançar a 2º versão dos satélites. Além de serem maiores e terem mais capacidade que a geração atual, eles deverão transmitir sinais diretamente a smartphones.

FONTE: https://www.terra.com.br/byte/ciencia/espaco/spacex-testa-internet-starlink-na-antartida,aeb6b11f328fa806a9eb342300fbdb31b3uxov27.html