jul 09

Polícia londrina vai usar drone para controlar condutores

A Polícia Metropolitana de Londres vai começar a usar um drone para detetar condutores com comportamentos de risco na estrada. É a primeira iniciativa do género no Reino Unido.

A utilização de um veículo aéreo não tripulado (drone) tem o objetivo de sinalizar e combater práticas de condução perigosa, nomeadamente no que diz respeito a excesso de velocidade, não tendo como alvo todos os condutores. De acordo com a imprensa britânica, o dispositivo em causa tem função de visão noturna e será capaz de operar em baixas e altas altitudes.

No caso de um motorista com comportamento imprudente, que possa pôr em risco a sua segurança e a dos outros, a informação será transmitida do drone para os agentes responsáveis pelo controlo da estrada, para que a Polícia o consiga deter.

De acordo com as autoridades, o drone servirá tanto para dissuadir como para identificar os condutores que infringem a lei. Até ao momento, não há indicação de que mais drones possam ser colocados para o efeito, caso a experiência, pioneira no Reino Unido, seja um sucesso.

O chefe da Unidade de Controlo de Estradas e Trânsito da Política Metropolitana, Andy Cox, disse que “esta é uma das muitas estratégias que estão a ser usadas” com o objetivo de “impedir a condução perigosa”. “Esperamos que a mensagem de conduzir à luz da lei e em segurança seja entendida. No entanto, a dissuasão às vezes é mais bem alcançada por meio de fiscalização intensa e é isso que esta iniciativa permite”, adiantou.

Mais de 60 pessoas morreram nas estradas de Londres em 2019, e mais de 160 condutores foram detetados a andar em alta velocidade nas últimas cinco semanas. Em França, a utilização de drones na estrada existe desde 2017.

FONTE: JN