abr 26

Magalu adere à ‘fintechização’ e lança cartão de crédito com cashback

Entenda como o Magazine Luiza está apostando em serviços financeiros para fidelizar clientes

Por Tainá Freitas

Não, o Magalu não adquiriu mais uma empresa (para entender a referência, veja aqui). A companhia lançou um cartão de crédito sem anuidade e com cashback, em parceria com o Itaucard. Com o movimento, o Magazine Luiza reforça a sua presença também no setor de serviços financeiros e traz mais uma estratégia para fidelizar clientes.

O Luizacred é a divisão do Magalu responsável pelos serviços financeiros. A companhia já possui o Magalu Pay, em que oferece uma conta digital. Agora, os clientes terão mais facilidade para fazer compras também offline, através do cartão de crédito. “O Cartão Magalu será a ligação do mundo físico com o digital do superaplicativo. Ele fará a ponte com o MagaluPay. A existência do cartão vai aumentar o uso de nosso aplicativo e fidelizar, ainda mais, o cliente, que terá benefícios para comprar em nosso ecossistema”, afirma Robson Dantas, diretor de fintech do Magazine Luiza.

Seja no aplicativo, site ou lojas físicas, nas compras com o cartão Magalu, os clientes receberão 2% de volta (o que é chamado de cashback). O dinheiro retornará na carteira digital. Quem solicitar o cartão até o dia 31 de maio terá o dobro de cashback – 4% – por um ano, como parte da promoção de lançamento. Agora, os compradores terão um incentivo ainda maior para fazer suas aquisições dentro do ecossistema do Magalu.

O cartão Magalu possui bandeira Visa Platinum, tecnologia NFC de pagamento por aproximação e zero anuidade. Além do cashback, alguns varejistas oferecem descontos com o uso desta forma de pagamento.

A FINTECHIZAÇÃO DO MAGALU

É crescente o número de varejistas e empresas estabelecidas de diversos setores entrando no segmento de finanças. Em alguns casos, elas criam as próprias fintechs “dentro de casa” — a exemplo do Magalu. Isso acontece por uma série de benefícios: passam a ganhar com as transações realizadas através deste meio de pagamento, diversificando a fonte de receita, e já possuem a confiança de milhões de clientes (que se tornam o público a quem oferecer o novo serviço).

O Magazine Luiza, em especial, além de construir a própria fintech “dentro de casa”, também está adquirindo outras empresas do setor. É o caso da Hub Fintech, comprada no final de 2020. A transação ainda está sendo aprovada pelo Banco Central, mas a expectativa é de aumentar ainda mais a gama de serviços financeiros oferecidos, trazendo também empréstimos, seguros, entre outros.

Além do Magalu, empresas como Mercado Livre, Americanas e Rappi estão desenvolvendo as próprias soluções de pagamento. A Rappi, por exemplo, possui o próprio banco (veja na aula abaixo como tudo funciona).

FONTE: https://app.startse.com/artigos/magalu-pay-cartao-credito-fintech