abr 18

Cientistas criam braço robótico para tratar pacientes de derrame

Cientistas do MIT , o Instituto Tecnológico de Massachusetts, nos Estados Unidos, desenvolveram um braço robótico que pode ser controlado remotamente por neurocirurgiões. O aparelho, designado para tratar pacientes com derrame, foi retratado em um artigo recente na revista Science Robotics. Para controlá-lo, os médicos utilizam um joystick modificado especialmente para a realização de cirurgias.

Ao longo dos últimos anos, a utilização de braços robóticos em cirurgias não tem sido incomum — inclusive os controlados remotamente. No entanto, não havia muito avanço quanto ao tratamento de enfermidades neurovasculares.

Após o início de um acidente vascular cerebral, o tempo em que o paciente deve ser socorrido para sobreviver é muito curto. Muitas cidades não têm infraestrutura ou profissionais capacitados para tratar esse tipo de enfermidade. O robô inventado pelos engenheiros da MIT, contudo, é capaz de realizar o complexo procedimento necessário nesses casos. Dessa forma, os cirurgiões podem controlar os robôs remotamente e tratar pacientes de locais em que não há a estrutura necessária.

Com o controle de um médico, a mão robótica é capaz de conduzir um fio pelos vasos e artérias do paciente sem danificá-los. Além disso, a exposição dos profissionais da saúde à radiação é diminuída, tornando o procedimento mais seguro para quem os realiza.

Para preparar um grupo de neurocirurgiões para utilizar a máquina, apenas uma hora foi necessária. A facilidade em utilizar o braço robótico se deve, entre outros motivos, a um ímã acoplado ao “pulso” do robô, que facilita a manipulação.

FONTE: https://www.techtudo.com.br/noticias/2022/04/cientistas-criam-braco-robotico-para-tratar-pacientes-de-derrame.ghtml