mar 19

Brasil é líder em inovação tecnológica para pagamentos

O Centro de Inovação da Visa, de Miami (EUA), divulgou o relatório que examina as empresas mais inovadoras da América Latina e Caribe na área de pagamentos e serviços financeiros, e o Brasil foi o grande vencedor da região. O país é considerado líder em inovação tecnológica da região e pioneiro na adoção de novas tecnologias, como machine learning, inteligência artificial, big data, biometria, entre outras modernas soluções.

A inovação nos pagamentos foi favorecida pelo robusto ecossistema de pagamento local, incluindo grupos varejistas de classe mundial, autoridades reguladoras com visão de futuro que tornaram a interoperabilidade dos cartões obrigatória há quase dez anos, além de investimentos de capital de risco em fintechs – as startups brasileiras atraíram quase 90% dos 570 milhões de dólares investidos em fintechs em 2017.

Bancos e varejistas brasileiros se destacam pelo seu envolvimento em biometria com ênfase no reconhecimento facial, assim como tokenização, chatbots e outras ferramentas de alta tecnologia. Por todas essas razões, o Brasil está posicionado para continuar a liderar a região em inovação, forjando o caminho para o resto da América Latina seguir.

O estudo ainda identificou que as organizações com os níveis mais altos de inovação são as empresas que nasceram digitais, os líderes bancários e alguns varejistas tradicionais. Após analisar suas estratégias, o levantamento indicou que todas têm características importantes em comum:

– Equipe, departamento ou centro dedicados à inovação;
– Laboratórios de inovação e espaços abertos dentro dos escritórios para promover a colaboração entre os diferentes departamentos;
– Incorporam a inovação interna e externamente, com uma média de 140 APIs e parcerias com 15 startups por ano, em média;
– Dessas empresas, 80% usam tecnologias líderes de indústria, como Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning;
– Conseguem escalar suas soluções internacionalmente, levando-as para mais de cinco mercados
– Produziram uma média de 57 provas de conceito nos últimos três anos;
– Desenvolvem soluções em menos de cinco meses.

No geral, o estudo indica que a América Latina está caminhando para um paradigma em que fontes abertas e modelos de plataforma aberta estão se tornando o padrão. A inovação nos pagamentos e serviços financeiros já está acontecendo em toda a região, acelerando a adoção dos pagamentos digitais e trazendo mais pessoas para o sistema financeiro.

Junto do estudo, a Visa também anunciou que está expandindo a presença da empresa no México com um novo Estúdio de Inovação, inaugurado esta semana. Esse é o terceiro espaço de inovação da Visa na América Latina e Caribe, que chega após os espaços de São Paulo e Miami. O novo estúdio oferece um ambiente criativo e metodologias comprovadas para que clientes, parceiros e fintechs criem e desenvolvam conjuntamente a próxima geração de soluções de pagamento e comércio.

FONTE: CANALTECH