mar 16

Aito M5: a segunda tentativa da Huawei de construir um carro oferece alcance misto de mais de 1.000 km

A primeira tentativa da chinesa Huawei de construir um carro, o SF5 (criado em parceria com a montadora conterrânea Seres), “se transformou” agora no Aito M5. Ao que tudo indica, tendo em vista que o crossover lançado em abril do ano passado não foi um sucesso de vendas para as duas empresas, um novo carro precisou surgir.

Alcançando mais de 674 cv em sua versão mais forte, o Aito M5 oferece um interior mais confortável que seu irmão mais velho, além de um design aprimorado e tecnologias atualizadas. Tudo mantendo o DNA do elétrico Seres SF5 com a alma da grande empresa especializada em telefonia e smartphones.

Um híbrido com motores elétricos Huawei

Um dos papéis principais da Huawei no veículo está no fornecimento dos motores elétricos para o trem de força híbrido. O Aito M5 usa um motor a gasolina turbo de 1,5 litro que funciona como um gerador – e nunca alimenta as rodas.

Dependendo da especificação, a potência do sistema é de quase 370 cv (203 quilowatts), 582 cv (319 kW) ou 674 cv (370 kW). A Huawei também trabalhou na eletrônica do carro e entregou seu sistema de infoentretenimento. Um vídeo feito pelo canal Wheelsboy no YouTube mostra uma primeira avaliação do crossover, inclusive afirmando que a tecnologia de dentro da cabine do carro é uma das melhores do setor. Confira:

O modelo principal (apresentado no vídeo) tem uma bateria relativamente grande de 40 kWh, que deve ser suficiente para cerca de 150 km de alcance. Esta versão mais potente realiza um sprint de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos. E quando a bateria fica sem carga, o motor de combustão é capaz de fornecer mais 900 km de alcance misto (somando 1.050 km de total unindo competência a combustão e elétrica).

Um sistema operacional próprio

Uma das características peculiares deste segundo carro da Huawei (que foi lançado em dezembro de 2021) está em um sistema que simula diferentes sons do motor e do escapamento – com direito a sons falsos simulando trocas de marchas da transmissão. O sistema operacional HarmonyOS roda em uma tela de 15,6 polegadas, com funções de smartphones, assistentes virtuais e relógios inteligentes.

A chinesa Huawei vem sofrendo com sanções pesadas impostas pelos EUA, incluindo uma proibição pelo Google de utilizar o Android em seus produtos (que, como vimos, não se limitam a smartphones). Então, a empresa tem focado bastante em seu próprio sistema operacional.

Como resultado, vem crescendo um ecossistema capaz de integração com sistemas inteligentes da residência do dono do carro. Ou seja, o motorista pode controlar as luzes e os eletrônicos de sua casa antes de chegar à garagem, por exemplo, além de preparar a sala para um bom descanso com direito a ar-condicionado prontinho na temperatura ideal.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2022/03/15/carros-e-tecnologia/aito-m5-a-segunda-tentativa-da-huawei-de-construir-um-carro-oferece-alcance-misto-de-mais-de-1-000-km/