out 14

Xiaomi vai descontinuar sincronização de fotos com a nuvem ainda em 2022

Companhia chinesa não oficializou uma data para o término, mas já sugere Google Fotos como alternativa para o backup de fotos e vídeos.

Para quem gosta da facilidade de poder salvar suas fotos instantaneamente na rede, a Xiaomi tem uma notícia nada agradável: a sincronização de fotos da galeria da nuvem será descontinuada ainda em 2022. No entanto, a empresa promete que as pessoas ainda terão acesso ao conteúdo que já está salvo, mas pelo Google Fotos.

Na postagem divulgada na quarta-feira (12), a chinesa comunicou aos usuários sobre o encerramento do serviço, porém não especificou uma data exata para isso. Ademais, a companhia de tecnologia afirmou que se a pessoa é assinante do Xiaomi Cloud, o pagamento será automaticamente cancelado no momento propício. Reembolsos serão oferecidos futuramente.

Portanto, donos de celulares da marca ou que fazem uso de suas plataformas perderão um recurso importante, ainda mais para entusiastas de fotos e vídeos.

Apesar do fechamento, a Xiaomi afirmou que não pretende simplesmente apagar o conteúdo dos usuários da noite para o dia. Ela está desenvolvendo uma parceria com o Google Fotos para fazer a migração e o backup de dados de seus clientes de “uma maneira segura e conveniente”.

Além disso, outros itens como notas, contatos e mensagens ainda poderão utilizar o Xiaomi Cloud. O término da sincronização com a nuvem é exclusivo sobre fotos e vídeos.

Xiaomi se junta a Samsung ao desistir desse recurso

Aparentemente, parece que não é fácil ou interessante para uma empresa manter a sincronização da galeria de fotos com seus serviços em nuvem. Dessa vez foi a marca chinesa, mas em 2020, a sul-coreana já havia desencanado de oferecer essa alternativa aos usuários.

O backup de vídeos e imagens para o Samsung Cloud foi interrompido oficialmente em 2021. A sugestão que a companhia deu para as pessoas nessa situação foi a de usarem o OneDrive da Microsoft. Três etapas ocorreram para a conclusão, desde a limitação do uso até o completo encerramento da conexão.

Outro exemplo, mas não tão drástico, foi o Google tomar a decisão de finalizar o backup ilimitado em sua plataforma. Isso aconteceu em 2021, 6 anos após o lançamento do serviço. Desde então, os consumidores têm a alternativa de usar 15 GB de armazenamento gratuito ou assinar o Google One para liberar geral.

Essa ainda é a opção mais interessante do segmento, pois além de ser barata, o aplicativo está presente em todos os dispositivos móveis da atualidade, da Apple à própria Xiaomi. Vale destacar que é bem difícil encontrar alguma pessoa que não possui conta do Google em 2023.

FONTE: https://www.terra.com.br/byte/xiaomi-vai-descontinuar-sincronizacao-de-fotos-com-a-nuvem-ainda-em-2022,4209b1ebd320cc8454b0903803bcd600fi4jce34.html