out 29

Xiaomi cria casaco com aquecimento smart e carregador USB

No Brasil a Xiaomi vem fazendo muito sucesso com seus smartphones, pois contam com um preço barato quando comparado a outras marcas que entregam a mesma “potência”. Mas a marca está inovando e irá lançar uma jaqueta smart, que contará com aquecimento inteligente.

Isso mesmo, a Xiaomi terá um ramo dedicado a roupas “inteligentes”. O produto está sendo propagado através de sua plataforma de crowdfunding e conta com direcionamento para regiões frias da China e de outros países que possam se tornar potenciais clientes desta nova jaqueta.

Jaqueta smart Xiaomi

Este produto será feito com pena de ganso e será revestido com uma camada própria para cortar o vento, além de um sensor de temperatura smart, que poderá ser ajustável para o corpo do usuário.

A Wearabble (nome usado para a jaqueta), contará com uma autonomia de até sete horas e poderá ser carregada por um power bank de 10.000 mAh.

Ela não será a prova d’água, mas o tecido será resistente a contatos rápidos. Assim as peças da roupa não ficam comprometidas. Porém ela não poderá ser usada durante chuvas torrenciais.

Outro detalhe são as listras reflexivas, para garantir a segurança durante a noite.

Preço

Esta jaqueta será comercializada por 499 Yuans, algo em torno de R$ 300. Mas como se trata de um apoio coletivo, este valor poderá ser alterado após o seu lançamento.

Aquecimento inteligente Xiaomi

O sistema desenvolvido para esta jaqueta contará com ajuste automático, sendo alterado sempre que houver uma mudança na temperatura do ambiente. Se por exemplo, o lado de fora da jaqueta estiver mais quente, ele irá desligar, economizando bateria.

Experimento

A Xiaomi sempre lança produtos inovadores através de seu crowdfunding e a jaqueta inteligente é o 407º produto anunciado através desta plataforma. Ela precisa atingir o número pré determinado de vendas para que sua produção comece a todo vapor.

Se atingirem a meta, os produtos são enviados aos compradores e passam a ser introduzidos no mercado dependendo da aceitação.

FONTE:  REPORTER SOCIAL