jan 28

WhatsApp Pay pode vir ainda neste semestre e com integração com Pix

O WhatsApp Pay deve, finalmente, receber a liberação do Banco Central ainda no primeiro semestre desse ano – provavelmente já com uma integração com o PIX. Essa é a expectativa de Paulo Caffarelli, presidente da Cielo, um dos parceiros que ajudou a trazer a plataforma ao Brasil.

 Em entrevista coletiva para apresentar o balanço financeiro do quatro trimestre da empresa, o executivo afirmou que todos os requisitos feitos às bandeiras de cartão de crédito foram realizados. “A aprovação está muito próxima”, garantiu Caffarelli.

“O Banco Central exigiu que o WhatsApp Pay se cadastrasse como credenciador de pagamento, condição do regulador que respeito muito, já que haverá um volume crescente ao longo do tempo. Eu diria que ainda no primeiro semestre sai a autorização do BC”, afirmou em videoconferência.

WhatsApp Pay permite enviar e receber dinheiro de pessoas por meio do mensageiro. Foto: WhatsApp/ Divulgação

O WhatsApp Pay foi anunciado pelo Facebook no início do ano, e lançado no Brasil em junho, com o anúncio da parceria com a Cielo como adquirente da plataforma. Após suspender o serviço poucos dias depois, exigindo mais informações para autorizá-lo, o Banco Central autorizou, em agosto, que “um grupo limitado de cartões” realize transações “de baixo valor” usando o WhatsApp Pay com o objetivo de testar o uso do sistema.

Em nota enviada ao site InfoMoney, o Banco Central afirmou que “não comenta pleitos de instituições específicas”. Também contatado, o WhatsApp declarou que “no momento não possui nenhuma informação adicional” sobre a aprovação da plataforma de pagamentos.

Além da Cielo, foi anunciado que os cartões do Banco do BrasilNubank e Sicredi (Visa e Mastercard) estariam entre os primeiros aceitos no WhatsApp Pay. Integrado ao PIX, o sistema permitirá o saldo em conta para envio de pagamentos instantâneos.

Como funciona o sistema?

Basicamente, o WhatsApp Pay permite enviar e receber dinheiro de pessoas por meio do mensageiro.

Para garantir a segurança das transações e evitar fraudes, antes de cada transferência será necessário informar um código PIN de seis dígitos, previamente cadastrado ou a biometria do celular – funciona como outras transações financeiras feitas pelo celular.

No caso de transferência entre pessoas físicas, não haverá o pagamento de qualquer taxa pela transação – no entanto, só será possível utilizar cartões de débito. Além disso, usuários possuem um limite de envio de R$ 1 mil por transação e recebimento de até 20 pagamentos por dia no limite de R$ 5 mil por mês.

Já para as empresas, é possível utilizar cartões de crédito e débito. Porém, o estabelecimento deverá pagar uma taxa por cada uma das transações. Todos os pagamentos serão processados pela Cielo.

Por conta dos parceiros iniciais, os usuários poderão utilizar apenas cartões de crédito e débito emitidos pelo Banco do Brasil, Nubank e Sicredi. No entanto, a empresa informa que vai facilitar a entrada de novos parceiros no futuro.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/01/28/noticias/whatsapp-pay-pode-vir-ainda-neste-semestre-e-com-integracao-com-pix/