dez 06

Voo seguro: Campanha Drone Consciente é lançada após incidente em Congonhas

Apenas um quarto das aeronaves não tripuladas está registrado na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e um número ainda menor no Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), que autoriza cada missão no Brasil. Foto: Divulgação

Mais de 100 mil drones voam no Brasil e para esse tipo de serviço ou lazer já existem regras claras para seu uso profissional e recreacional no País. Entretanto, apenas um quarto dessas aeronaves não tripuladas estão registrados na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e um número ainda menor no Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), que autoriza cada missão.

Também são comuns relatos nas redes sociais de imagens e filmes produzidos por drones nitidamente fora das regras, fato que coloca em risco o patrimônio e a integridade de pessoas. Há pouco tempo, foi registrado um incidente, amplamente divulgado pela grande mídia, de um drone voando na cabeceira da pista do aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP), situação que gerou um caos no tráfego aéreo por quase duas horas.

O grande desafio que se apresenta é popularizar as regras, ainda desconhecidas por toda a sociedade e particularmente por muitos pilotos de drones que chegam ao mercado aos milhares todos os anos.

Para atender a essa demanda foi criada a Campanha Drone Consciente, idealizada inicialmente pelo Decea e utilizada em eventos promovidos em parceria com a Associação Brasileira de Multirrotores (ABM), nas ocasiões em que pilotos e autoridades se reúnem para difundir as normas em vigor.

PÓS-INCIDENTE EM CONGONHAS

Após o incidente de Congonhas, a Campanha está ganhando intensidade e participação, envolvendo youtubers, blogueiros e formadores de opinião do setor, além de moderadores de grupos no WhatsApp, Facebook e Linkedin, com objetivo de disseminar, de forma coordenada, conteúdos que divulguem a regulamentação e boas práticas da operação com Drones.

Fazem parte da Campanha os sites Dronegócios e Piloto Policial, além da feira DroneShow. A expectativa é reunir, na campanha, outros canais de conteúdo, associações setoriais, entidades reguladoras e outros eventos afins.

ALIADOS

Um importante aliado da Campanha serão os órgãos de segurança, como as Polícias Militares estaduais, que já estão sendo preparadas para atuar primeiramente na orientação aos usuários de drones e depois na fiscalização mais ostensiva nas situações de risco iminente.

Dentre as atividades do grupo, estão reuniões para alinhar a estratégia de comunicação com a sociedade, realização de webinars e lives para divulgar as boas práticas, além da divulgação de conteúdos em forma de artigos, tutoriais e infográficos.

A ideia é que todos que estão ligados ao setor corporativo ou recreacional estejam unidos para ampliar as boas práticas de utilização dos drones no Brasil. Além disso, a própria sociedade, sendo melhor informada, será um grande aliado neste trabalho de fiscalização, podendo denunciar operações fora das normas de segurança.

Os drones estão proporcionando a criação de centenas de empresas e milhares de empregos no Brasil. Suas aplicações geram muitos benefícios no agronegócio, infraestrutura, mapeamento, filmagens profissionais e salvando vidas, além de gerarem imagens belíssimas. Enfim, todos ganham se este setor crescer com o máximo de segurança, gerando qualidade nos serviços prestados ou na pura diversão.

Para participar da Campanha ou obter mais informações, basta entrar em contato com Emerson Granemann, idealizador da feira DroneShow e um dos coordenadores da Campanha Drone Consciente, pelo e-mail emerson@mundogeo.com.

FONTE: Sociedade Nacional de Agricultura