fev 24

Uber inicia testes de gravação de vídeos em viagens no Brasil

Para cumprir sua promessa de colocar a segurança como prioridade, a Uber está em processo de teste de um novo recurso no Brasil. Em parceria com a empresa Grip Mobility por meio do aplicativo Sentinel, o objetivo é disponibilizar gravação de viagens em vídeo aos colaboradores da plataforma. A nova ferramenta já está sendo executada em Aracajú (SE) por um grupo seleto de motoristas.

“Desde que a Uber definiu, em âmbito global, segurança como sua prioridade, temos continuamente buscado testar novas tecnologias que nos ajudem a avançar nesse tema”, justificou a diretora-geral da Uber no Brasil, Claudia Woods. “Queremos entender se essa tecnologia de gravação de imagens pode contribuir para que motoristas parceiros e usuários tenham ainda mais tranquilidade para continuar usando a Uber, claro que sempre respeitando as normas de privacidade“, acrescentou.

Aracaju já começa a experimentar viagens filmadas com a Uber. Créditos: Austin Distel/Unsplash

Como funcionará gravação da Uber?

Para entender a nova funcionalidade, cabe destacar que o passageiro deverá ser avisado sobre a possibilidade de ser gravado. Dessa forma, ele poderá optar por prosseguir com o motorista ou acionar outro carro. O recurso, que será executado pela câmera do celular do próprio motorista, também gravará áudio, oferecendo ao colaborador e cliente mais segurança.

A gravação começa assim que a viagem é iniciada, e também finalizada logo após o término da corrida. Vale lembrar que o motorista não poderá acionar a ferramenta depois de já ter começado o trajeto, pois ele deverá optar pela filmagem no momento em que o carro for chamado.

Já sobre a segurança dessas filmagens e outros dados, a Uber garante que somente ela terá acesso aos vídeos, sendo estes criptografados para a Grip Mobility. Apenas o app de transporte terá a chave para descriptografia, aspecto decidido pelo time de privacidade da Uber para assegurar o cumprimento de regras aplicáveis à proteção de dados.

Além disso, as gravações permanecerão em um servidor por 30 dias. O arquivo poderá ser anexado pelo motorista caso ele queria abrir algum chamado. No fim desse período, o conteúdo será apagado.

Por enquanto, a função está sendo testado apenas por um grupo pequeno de motorista da Uber em Aracajú, mas em breve o recurso deverá ser expandido para mais colabores da plataforma.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/02/24/seguranca/uber-inicia-testes-gravacao-videos-em-viagens-brasil/