jul 23

Toyota apresenta robôs desenvolvidos para os Jogos Olímpicos de Tóquio

Os robôs poderão interagir com o público, guiar participantes para seus assentos e viabilizar que pessoas acompanhem o evento de forma remota

Depois de anunciar os veículos elétricos desenvolvidos especialmente para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, a Toyota divulgou seus novos robôs para o evento. O projeto “Tokyo 2020 Robot Project” está sendo realizado em parceria com o Comitê organizador dos Jogos, o Governo Metropolitano de Tóquio e especialistas em robótica. Foram cinco modelos de robôs anunciados para atividades em diversos locais.

 Inspirado nos mascotes oficiais, os robôs Miraitowa e Someity (foto de capa) estarão recepcionando os atletas e visitantes. Equipados com câmeras e olhos digitais, eles poderão tirar fotos e interagir com o público se expressando de diversas formas. Já o T-HR3 será capaz de reproduzir os movimentos dos mascotes em outros locais, para também interagir com os participantes.

Robô T-HR3.

O terceiro robô, T-TR1, será equipado com rodas, câmeras e um display na vertical que permite que pessoas de fora — outros atletas ou até mesmo espectadores — acompanhem o evento em tempo real, “se sentindo fisicamente presentes no local”.

Robô T-TR1.

O Delivery Support Robot (DSR) circulará com bebidas e outros itens à venda, que poderão ser comprados por meio de um tablet. Já o Human Support Robot guiará os participantes para seus assentos e ajudará pessoas com mobilidade reduzida a transportar refeições, bolsas ou outras cargas leves.

Por fim, o Field Support Robot (FSR) foi projetado para apoiar os jogos e realizar tarefas operacionais, como buscar itens nos campos e devolvê-los aos locais de origem. O robô está sendo desenvolvido em parceria com a Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF).

Field Support Robot (FSR).

Segundo Nobuhiko Koga, diretor do Centro de Pesquisa da Toyota, à medida em que se transforma em uma empresa de mobilidade, a montadora está expandindo esforços de robótica para proporcionar às pessoas liberdade de se movimentarem — seja de forma física ou virtual. “Em Tóquio 2020, queremos capturar a imaginação dos espectadores, fornecendo robôs de apoio e fazendo a nossa parte para tornar o evento um sucesso”, disse.

FONTE: STARTSE