nov 10

A TIM leva ao campo soluções para melhorar a conectividade de fazendas

Com a ampliação da cobertura em áreas rurais, produtores têm conseguido potencializar a coleta de dados e o monitoramento remoto de fazendas, campos e parques produtivos.

Conexão 4G: a TIM vem lançando soluções para modernizar fazendas e escritórios administrativos e aumentar a produtividade no campo (Andreswd/Getty Images)

Em 2018, a TIM tomou a iniciativa de percorrer regiões produtivas do país para conhecer a realidade do produtor brasileiro e entender as “dores” que eles enfrentam nos pilares de conectividade e digitalização de seus processos de trabalho. A principal conclusão foi que o Agro é muito tecnificado mas pouco conectado, ou seja, há muita tecnologia embarcada nos equipamentos, porém, as lacunas de conectividade impedem que seja extraído todo o potencial desta tecnologia.

A partir deste aprendizado, a TIM criou uma solução pioneira: o 4G TIM NO CAMPO, um formato que procura ampliar a cobertura nas áreas rurais, desenvolvendo projetos personalizados com equipamentos e infraestrutura necessários para fornecer conectividade 4G.

No ano seguinte, para mudar esse cenário e levar a conectividade aos produtores rurais brasileiros, grandes empresas do agronegócio e da área de tecnologia, como a TIM, se uniram na fundação da ConectarAGRO, uma associação que fomenta o acesso à internet móvel 4G nas áreas rurais de todo o país.

rede 4G da TIM trabalha na frequência de 700 MHz, através de antenas dispostas estrategicamente em áreas rurais de todo o país, com a mesma tecnologia já instalada em cidades, e assim facilitam a integração entre terminais e projetos.

Além disso, disponibiliza a tecnologia NB-IoT (Narrow band – Internet of Things, também conhecida como banda larga estreita e internet das coisas), que permite ampliar a cobertura tradicional em até 40%, com baixo consumo de bateria, fundamental para aplicações de IoT.

Com a ampliação da cobertura em áreas rurais, produtores têm conseguido potencializar a coleta de dados e o monitoramento remoto das propriedades e parques produtivos.

Um dos principais pilares da economia brasileira, responsável por quase metade das exportações do país, o agronegócio brasileiro é considerado um dos maiores players do mercado mundial.

Nos últimos 40 anos, de acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o setor investiu em modernização e em tecnologias inovadoras até deixar a posição de importador para alcançar o posto de terceiro maior produtor de alimentos do mundo.

Produtores conectados

Neste processo de digitalização, a democratização do acesso à internet nas mais diversas regiões agrícolas brasileiras tem exercido um papel fundamental para aumentar a produtividade, gerar empregos e reduzir o impacto ambiental do agronegócio.

Fazendas inteligentes

Ciente disso, a TIM é uma das empresas empenhadas na missão de ampliar a conectividade no meio rural por meio de medidas como a expansão de sua cobertura 4G – um divisor de águas no campo.

“Fazemos parte da transformação digital do agronegócio, um setor que estava em grande medida desconectado”, afirma Paulo Humberto Gouvêa, diretor de soluções corporativas da TIM.

A instalação de antenas posicionadas em pontos estratégicos da propriedade fornece acesso à internet móvel 4G e habilita a integração de tecnologias que permitem acompanhar, remotamente, indicadores, dados climáticos, e que colaboram para melhorar o desempenho de toda a cadeia produtiva. O uso de tablets ou smartphones permite controlar equipamentos remotamente, agilizando a transmissão de dados e a tomada de decisões. A conectividade, combinada a aplicações e equipamentos, ajuda a acompanhar, monitorar e avaliar as atividades em toda a propriedade.

FONTE: https://exame.com/agro/tim-campo-solucoes-conectividade-fazendas/