nov 25

Tesla vai expandir a capacidade da maior bateria de lítio do mundo

Instalação foi projetada para ajudar a solucionar a crise energética na Austrália

INSTALAÇÃO DA HORNSDALE POWER RESERVE EM HORNSDALE, NA AUSTRÁLIA (FOTO: NEOEN)

A maior bateria de íon de lítio do mundo está prestes a ficar ainda maior. Construída pela Tesla em 2017, a Hornsdale Power Reserve fica no sul da Austrália e já trouxe economias de mais de 50 milhões de dólares australianos (cerca de R$ 143 milhões) para os consumidores em seu primeiro ano de uso. Agora, de acordo com a Neoen SA, empresa francesa que opera o empreendimento, a companhia de Elon Musk vai ampliar a capacidade do sistema em 50%, para 150 megawatts.

O local funciona como um sistema de armazenamento da energia produzida pela usina eólica Hornsdale Wind Farm. Além disso, serve para o fornecimento de energia suplementar em horários de pico e para a estabilização da frequência de rede.

O governo australiano prometeu 72 milhões de dólares australianos (aproximadamente R$ 205 milhões) em doações e empréstimos para apoiar a expansão, que deve ser concluída em 2020. Enquanto isso, outros projetos nos Estados Unidos e em outros países ameaçam o posto de maior bateria de íon de lítio do planeta.

A Austrália está passando por uma expansão de energia renovável, que já representa mais de um quinto da geração de eletricidade no país. Isso porque o governo tem apostado na produção de energia eólica e solar.

Entretanto, essa rápida expansão tem seus custos. Órgãos locais alertaram que o aumento da participação da energia renovável poderia desestabilizar a rede elétrica do país. Em 2016, a Austrália chegou a sofrer um blecaute na região sul após uma forte tempestade. Daí a necessidade de soluções de armazenamento, como baterias hidrelétricas e de lítio.

Além da Hornsdale Power Reserve, outros grandes projetos de baterias estão sendo desenvolvidos na Austrália, incluindo uma instalação de 900 megawatts projetada pela própria Neoen e que também seria ligada a parques eólicos e solares.

FONTE: ÉPOCA