ago 29

Tá baratinho: Musk baixa preço de internet Starlink no Brasil para R$ 230

Antena de internet da Starlink; mensalidade no Brasil teve redução de R$ 300 (57%) Imagem: SpaceX

O gerente ficou louco! Clientes da internet via satélite Starlink, da SpaceX, foram supreendidos com uma boa notícia: o valor da mensalidade caiu em diversos países. A fim de se adequar aos mercados locais, a redução pode ultrapassar os 50% — inclusive, no Brasil. Por aqui, a taxa passou de R$ 530 por mês (mais impostos) para “apenas” R$ 230.

Os novos valores já estão sendo praticados desde quarta-feira (24) e serão aplicados automaticamente nos proximos boletos. Os assinantes receberam um comunicado por e-mail, explicando que “a redução de preços segue fatores de suas condições de mercado local e é destinado a refletir a paridade no poder de compra em nossos clientes”. De fato, o custo por aqui era bem acima da média praticada pelos provedores nacionais.

O preço mais baixo não significa menor velocidade de conexão, segundo a empresa do bilionário Elon Musk. Outros países também foram contemplados com o desconto, como México (de MXN$ 2.300 para MXN$ 1.100), Alemanha (de ?$ 100 para ?$ 80) e Reino Unido (de £$ 89 para £$ 75).

cobertura starlink - SpaceX - SpaceX

Cobertura da rede Starlink no Brasil e no mundo Imagem: SpaceX

Instalação custa R$ 2.000

A internet da Starlink é apenas banda larga, e — pelo menos por enquanto — não uma rede móvel. Para contratá-la, é preciso adquirir um kit de instalação (um roteador e uma mini antena parabólica que deve ser instalada em sua casa). E isso continua bem caro: cerca de R$ 2.000.

Por isso, é um investimento que faz sentido para “zonas mortas” e regiões remotas, afastadas de torres de telefonia ou sem cabeamento de fibra óptica, que não são bem cobertas por outras redes. Um sinal de internet vindo do espaço é a solução, pois pode alcançar qualquer ponto do globo. Além disso, pode alcançar impressionantes velocidade (até 1 GB por segundo) e latência (25 milissegundos).

Hoje, a internet da Starlink está disponível em 36 países, com mais de 400 mil assinantes pelo mundo. No Brasil, foi liberada pela Anatel apenas em julho deste ano, mas o alto custo é um empecilho para sua popularização. Agora, com a redução da mensalidade para menos da metade, pode ser uma oportunidade para mais gente experimentar.

Brasileiros interessados podem solicitar o serviço no site da Starlink. Por enquanto, a cobertura se limita, basicamente, às regiões Sul e Sudeste. A empresa garante um período de testes: “Experimente a Starlink por 30 dias. Se não estiver satisfeito, devolva para um reembolso total do custo do equipamento”.

FONTE: https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2022/08/27/ta-barato-musk-baixa-preco-de-internet-starlink-no-brasil-para-r-230.htm