dez 09

Startups latinas captam US$ 627,5 mi em novembro; pior resultado do ano

O cenário continua desafiador para empresas em busca de investimento. As startups latinas US$ 627,5 milhões em novembro, o menor volume de funding em 2022, de acordo com levantamento LatAm Activity Report, do Sling Hub. Apesar da queda, houve o maior número de rodadas do ano, com 137 negociações fechadas, um salto de 19% em relação ao último mês e de 44% ano após ano.

Em seu primeiro relatório mensal cobrindo 100% do território LatAm, a companhia analisa que novembro foi o mês com o menor valor médio de rounds (US$ 6,4 milhões), menos que a metade da média anual, de US$ 13,7 milhões. “Os sinais parecem indicar que estamos vivendo na era dos rounds pequenos, com companhias ainda valorizando a inovação como parte de sua estratégia”, afirma o Sling Hub.

Os US$ 627, milhões captados representam uma redução de 34% em relação com outubro, e 58% comparado com o mesmo período do ano passado. A modalidade de venture debt vem ganhando destaque e foi responsável por 49% do volume levantado no último mês. A tendência já vinha sido observada há alguns meses, quando duas das cinco maiores rodadas de agosto foram em venture debt.

Dessa vez, o Brasil não foi o líder da região em volume captado. Por aqui, movimentamos US$ 171 milhões, cerca de 27% do total levantado. O primeiro lugar ficou com o México, que captou US$ 264 milhões em novembro, principalmente pela participação em 3 dos 5 maiores rounds do mês – Kapital (US$ 100 milhões), Mendel (US$ 50 milhões) e Quinio (US$ 40 milhões).

Fintechs seguem no topo

Sem muitas surpresas, as fintechs são o segmento de mercado que mais recebeu investimentos de risco. As startups latinas que desenvolvem soluções financeiras somaram US$ 365,7 milhões em aportes, 58% do total. O restante ficou dividido entre empresas de mobilidade (US$ 50 milhões), varejo (US$ 46 milhões), agronegócio (US$ 31 milhões) e gestão (US$ 27 milhões). O resultado das retail techs pode ter sido impulsionado pela agenda de Black Friday.

Em relação às M&As, novembro foi palco de 21 negociações, sendo 20 aquisições e 1 fusão. O resultado mostra uma queda de 25% ano a ano e de 19% em relação a outubro. Assim como nas rodadas de investimento, o setor mais presente em M&As segue sendo o de fintechs, com 6 negociações fechadas, sem que nenhum outro setor atingisse a marca de 2 ou mais.

FONTE: https://startups.com.br/noticias/startups-latinas-captam-us-6275-mi-em-novembro-pior-resultado-do-ano/