ago 28

Startup gaúcha cria “Uber do entulho”

Objetivo é conectar o gerador de resíduo, o transportador e o receptor correto: minimizando o descarte ilegal e gerando renda.

No final de julho foi lançado um serviço que busca conectar o gerador de resíduo da construção civil, o transportador (tele entulhos) e o receptor correto – minimizando o descarte ilegal e gerando renda. Batizado de 5 Marias, o “Uber do entulho” foi criado por cinco mulheres em Porto Alegre.

A ideia nasceu a partir do Coletivo Poa inquieta pelo qual as futuras sócias se uniram com um propósito em comum. Ainda na fase de projeto, em 2019, a proposta de gerenciar corretamente os resíduos da construção venceu o 1° Lugar de Inovação e Limpeza Urbana de Porto Alegre do Desafio Creathon, lançado pela prefeitura.

“Nossa ideia de “uberização” do serviço de chamada de tele entulho foi a vencedora porque vamos garantir que o descarte será feito nos locais corretos e de acordo com a legislação ambiental vigente. Cada tipo de resíduo deve ir a um determinado local e apenas depois do descarte correto, o gerador recebe o fechamento do negócio com a emissão final do Manifesto de Transporte de Resíduo da Construção Civil (MTRCC)”, explica Daniely Votto uma das sócias da startup.

A 5 Marias almeja tornar-se o Uber do descarte da construção civil. E o potencial é grande. Segundo elas, empresas de reciclagem desse tipo de material, na capital gaúcha, trabalham apenas com 10% de seu potencial por falta de resíduos destinados corretamente. Apesar disso, há cerca de 318 focos de resíduos irregulares na cidade, o que acarreta gasto mensal de R$ 1,8 milhão para o município.

Visita técnica realizada em Janeiro de 2020

Em fase de desenvolvimento do aplicativo, o serviço de “uber do entulho” já é oferecido por WhatsApp pelo número (51) 998 51 71 54.

A startup afirma que já tem a parceria de todos os elos da cadeia de descartes de resíduos de obras, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade e do Departamento Municipal de Limpeza Urbana. Agora busca construtoras e incorporadoras, indústria e comércio, escritórios de engenharia e arquitetura, empresas de tele entulho, empresas receptoras de resíduos da construção civil e a população direta.

FONTE: https://ciclovivo.com.br/inovacao/negocios/startup-gaucha-uber-do-entulho/?fbclid=IwAR2iHEIbtBoqatLXyudgp5xudzpc4ZZBXZS51E0kn-3P25EScVhGBHXLzZ0