dez 14

Revolução robótica será necessária para suprir falta de mão de obra no Japão

O Japão enfrenta a maior escassez de mão de obra em mais de 40 anos. Muitos temem que robôs tire empregos humanos, mas as máquinas estão chegando para preencher essa demanda.

Na semana passada, a Nitori Holdings, maior fabricante de móveis do Japão, empregou 79 robôs para circular entre prateleiras repletas de produtos em seu centro de distribuição de Osaka. A empresa, que implementou o primeiro depósito automatizado em 1980, planeja se tornar menos ainda dependente de mão de obra humana.

“Administrar a logística com um modelo que depende muito de mão de obra está com os dias contados”, disse Hiratomo Miyata, fundador da Ground, cujo software opera robôs no centro de distribuição de Nitori.

Os robôs são pequenas plataformas motorizadas capazes de deslocar prateleiras inteiras, facilitando a alocação de mais produtos em um armazém e assim diminuir o tempo gasto por pessoas para colocar ou tirar um item do estoque. Miyata afirma que o sistema da Ground permitirá que 30 pessoas administrem uma instalação que anteriormente exigia uma equipe 10 vezes maior.

FONTE: IPC DIGITAL