out 17

Quanto custa um drone?

Drones são dispositivos muito úteis para tarefas diversas, como a captura de fotos e vídeos em ângulos criativos, monitoramento de ambientes e mais. Por isso, existe uma grande variedade de modelos disponíveis no mercado, com diferentes objetivos e faixas de preços.

Mini drone/drone infantil

Drones mais básicos custam menos de R$ 200 (Imagem: Amazon)

Em geral, os drones de entrada são aqueles que possuem estrutura menor e capacidades mais limitadas. Seu preço pode começar por volta dos R$ 150, mas somente para os modelos de marcas menos conhecidas, e com qualidade nitidamente inferior.

Mesmo assim, eles podem ser uma opção para quem deseja entrar no mundo dos drones, sem fazer grandes compromissos. Em vários casos, o produto vem com estruturas protetoras ao redor das hélices, para que acidentes não causem prejuízos imediatos.

Drones infantis não costumam ser caros, mas qualidade é baixa (Imagem: Amazon)

Dentro da categoria de drones pequenos também estão aqueles voltados para crianças. Com construção em cores chamativas e recursos simplificados para os pequenos, eles não costumam ter valores tão altos.

Por outro lado, mesmo os drones pequenos ainda podem atingir faixas de preço mais elevadas, como é o caso do DJI Mini 2. Com um preço que supera os R$ 4 mil, ele já deverá oferecer uma experiência mais avançada, além de contar com uma câmera de melhor qualidade e combos com baterias extras, entre outras vantagens.

Drone com câmera

DJI Mavic 3 tem preço equivalente a R$ 10 mil (Imagem: Divulgação/DJI)

Grande parte dos drones vendidos atualmente vem com câmeras embutidas, seja para controlar a aeronave de forma mais segura, ou mesmo para tirar fotos ou gravar vídeos em ângulos que não seriam possíveis sem a utilização destes dispositivos.

Portanto, a diversidade de modelos de drones com câmeras é bastante alta, com preços que variam radicalmente. O DJI Mavic 3, um dos modelos mais populares do mundo, custa 2.049 dólares — cerca de R$ 10.620 em conversão direta.

Porém, o mesmo modelo ainda tem combos adicionais, que podem fazer o preço saltar para até 5 mil dólares (~R$ 25.915).

Freefly Systems Alta 8 carrega mais peso (Imagem: Divulgação/Freefly Systems)

Trabalhos audiovisuais mais complexos podem exigir o uso de drones ainda mais caros, como é o caso do Freefly Systems Alta 8. Ele se diferencia pelo suporte a câmeras profissionais ou equipamentos semelhantes com peso de até 10 kg — tudo isso por um preço próximo a 20 mil dólares (~R$ 105.044).

Drone pulverizador

Aeronaves são úteis na agricultura (Imagem: IATEC Plant Solutions)

Drones de uso agrícola têm preços ainda mais variados, especialmente naqueles casos em que as funções realizadas são muito específicas. Modelos pulverizadores, por exemplo, podem ter preços que chegam na casa dos seis dígitos.

Os produtos da linha Agras, também da DJI, podem ser encontrados em lojas nacionais com valores cobrados de até R$ 300 mil. Opções de marcas menos conhecidas costumam ter preços mais baixos, na casa dos R$ 10 a R$ 100 mil.

Drone LiDAR

Drones com sensores LiDAR são utilizados em mapeamentos de alto detalhamento (Imagem: IATEC Plant Solutions)

Trabalhos de mapeamento aéreo com alta precisão são feitos com drones que trazem sensores LiDAR integrados. Estes componentes são capazes de coletar informações sobre terrenos de forma mais correta em comparação com câmeras comuns.

Modelos do tipo costumam trazer peças de complexidade bastante alta, e isso se reflete também no preço. O modelo TOPODRONE 200 Ultra, como exemplo, é vendido por cifras que chegam a R$ 350 mil.

Como se tratam de modelos voltados para um público de nicho muito específico, é comum que as vendas aconteçam de forma particular, mediante contato com as marcas.

Drone militar

Drone militar costuma ser vendido apenas para empresas ou governos (Imagem: Lockheed Martin)

Drones para uso militar podem apresentar uma construção mais resistente, além de capacidade para altas velocidades e grande autonomia de voo antes da necessidade de uma recarga.

É o caso do Lockheed Martin Indago, por exemplo. Neste caso, o preço do drone gira em torno dos 25 mil dólares (~R$ 131.378) — porém, ele não está disponível para compra por parte do público consumidor comum.

Drone de corrida

Drones competitivos podem atingir velocidades semelhantes a carros de corrida (Imagem: TechCrunch)

Drones também podem ser utilizados em competições esportivas de corridas, como é o caso da Drone Racing League (DRL). Nestes casos, é muito comum que os pilotos construam suas próprias aeronaves, de acordo com as regras definidas pelas organizações.

Portanto, a quantidade de dinheiro necessário para montar um drone vai depender do nível da competição — o mais rápido do mundo até o momento é o DRL RACERX, que já chegou a uma velocidade máxima de quase 300 km/h!

Para a construção de um drone de corrida, algumas partes são necessárias:

  • Fuselagem
  • Antenas
  • Controle remoto
  • Motores (4x)
  • Controladores eletrônicos de velocidade (4x)
  • Hélices (4x no mínimo, mas é recomendado comprar reservas)
  • Baterias (com unidades extras)
  • Conectores de bateria
  • Câmeras (em alguns casos)
  • Óculos de visão em primeira pessoa (em alguns casos)
  • Outras partes

A compra de todas essas peças se junta ao preço da mão de obra necessária, já que a construção de um drone de alta performance é uma operação complexa.

É possível montar um drone de corrida com cerca de 700 dólares (~R$ 3.672) nos Estados Unidos, mas ele será dos modelos mais básicos. Estima-se que os drones mais competentes fiquem em torno dos 1.000 a 1.500 dólares (~R$ 5.246 – 7.869), de acordo com informações do portal LucidCam.

FONTE: https://canaltech.com.br/drones/quanto-custa-um-drone-227466/