fev 11

Projeto se inspira em Star Trek para criar uma impressora 3D inovadora

Nova tecnologia usa a luz de um projeto para moldar objetos com formas complexas a partir de um material líquido especial

Uma nova impressora 3D foi desenvolvida por uma equipe da Universidade da Califórnia, em Berkeleyy, nos EUA, usa um líquido especial e luz para imprimir formas complexas. O equipamento recebeu o apelido de “replicadora”, uma referência a uma máquina do filme Star Trek que pode materializar qualquer objeto

A maioria das impressoras 3D faz uma sobreposição de finas camadas de um material plástico para reproduzir os mais variados objetos. Esse processo possui algumas limitações que a impressão por luz não enfrenta.

Assim como nas impressoras 3D já utilizadas no mercado, é preciso de um projeto no computador para que o equipamento reproduza tudo com precisão.

Um projetor é utilizado para que o projeto seja recriado pela impressora. Um cilindro que contém o líquido sensível a luz é colocado em frente e rotacionado para criar cada parte do objeto.  O composto líquido viscoso foi desenvolvido para se solidificar conforme é exposto a raios de luz de diferentes intensidades.

Um dos testes realizados pela equipe de desenvolvedores recriou a escultura “o pensador”, do francês Auguste Rodin, em pequena escala.  Apenas as partes que receberam luz foram solidificadas e tudo ao redor continuará líquido. Após a conclusão do processo, o material excedente é retirado e pode ser usado em uma outra impressão.

Essa nova tecnologia permite a criação de objetos mais flexíveis e mais complexos do que os modelos de impressora 3D já existentes.  Um diferencial seria a possibilidade de utilizar um objeto já existente como suporte para o design que será criado. Um cabo de chave de fenda, por exemplo, poderia ser imprimido direto na parte de metal da ferramenta.

FONTE: R7