fev 14

Plurall Coworking: espaço inovador apresenta novos projetos de expansão

Evento apresentou três propostas na noite desta quarta-feira, em Criciúma

O mercado está mudando a cada dia, e com isso as profissões também têm se adaptado e até se reinventado. Mas o que chama a atenção é que os ambientes de trabalho também tem passado por mudanças significativas. Há três anos nascia em Criciúma um lugar alegre, descontraído, aconchegante, justamente com o objetivo de inovar.

A Plurall Coworking é um local que hoje atende em torno de 40 empresas da região, e continua a crescer. Nesse lugar, as pessoas podem tomar decisões de trabalho tomando um café ou almoçando com um colega de outra empresa. É um ambiente compartilhado, feito para ser interativo e agradável. A proposta é trocar experiências e aprender uma com as outras, o que acontece naturalmente comenta um dos três sócios cofundador Claiton Pacheco sobre o ambiente que ele acredita que só tende a crescer.

Segundo ele o evento realizado na Plurall na noite desta quarta-feira, dia 12, é uma forma de confraternizar com a pessoas que ajudaram a construir o negócio e também para lançar três novidades: a segunda ampliação, com o lançamento do terceiro andar, o lançamento do espaço de convivência chamado Mercado Plurall e um novo negócio, que é a Plural Franquias. “Pretendemos abrir pelo menos dez Plurais nos próximos dois anos”, sendo o primeiro espaço em Tubarão, relatou um dos sócios.

Quer saber mais sobre a Plurall Coworking ?

A Plurall é um espaço de Coworking, que atende cerca de 40 empresas, todas trabalhando no mesmo lugar como uma espécie de ‘shopping de empresas’, sendo muitas delas ligadas a área de inovação. O local tem empresas de diferentes segmentos, que atuam por meio de uma pessoa até 40 funcionários. Circulam pelo local em torno de 300 pessoas por dia no espaço, sendo que 150 pessoas estão fixas, trabalhando em horário comercial, de segunda a sexta-feira.

“É um ambiente de muita troca de informações, não só pelo fato de uma ser cliente da outra, mas pelo fato da troca de experiência”, avaliou Pacheco.

O diretor de criação da Blue Propaganda Rafael Rosso Figueira foi uma das primeiras pessoas a conhecer e aceitar fazer parte do projeto. “Antes mesmo de sair do papel”. Ele explicou que conheceu a ideia antes mesmo dela sair do papel e foi contratado para cuidar do visual da Plurall.

“Fomos responsáveis por toda a criação da marca, posicionamento dela. E antes de ter o próprio projeto arquitetônico eles contrataram a Blue para fazer essa parte de marketing e name. Começamos a desenvolver a marca, ideia de cores, posicionamento, o que seria a  plural, que não tinha nem nome na época”, relembrou.

No entanto, Figueira confessa que não esperava que o resultado fosse tão positivo em apenas três anos. “Pensamos no que seria a plural para cinco anos e não conseguimos mensurar o que ela é hoje”, disse. Tendo superado todas as expectativas, a Plurall foi um dos poucos projetos que a Blue aderiu sem estar ‘pronto’.

“Depois que criamos a marca foi para os arquitetos”. Sobre a função que desempenha o espaço, o diretor de criação acredita que é uma quebra de paradigma. “Ela tem uma estrutura toda à disposição”. Ele conta que logo de início instalou a Blue na Plurall. “Economizamos muito. A Blue tem dez anos e não teria essa estrutura que a Plurall oferece para os nossos clientes se fossemos sozinhos”, revelou, e complementou ressaltando que o espaço apresenta profissionalismo em seu atendimento aos clientes. “Eles chegam aqui e olham para essa estrutura e se apaixonam”, sorriu. Hoje a Blue utiliza o local constantemente.

Maycon Marchiori da empresa dotfile (segurança digital) também foi um dos primeiros a conhecer a Plurall, em 2016, quando procurava um lugar para mudar a sede da empresa.

Um parceiro nosso falou que estava inaugurando um negócio de coworking e eu nao tinha nem ideia do que era isso e aí recebi o contato do Jef (um dos sócios), vim aqui conhecer e isso aqui estava um canteiro de obra. Quando ele me apresentou o projeto falou como ia ser e apertamos as mãos na hora”, relembrou. Marchiori comentou que foi o primeiro a escolher uma sala e hoje não consegue ver a dotfile longe da Plurall.

“Hoje a nossa empresa não acaba na porta. Vou no café, no estacionamento, no banheiro e vou conversar com pessoas, parece que a minha empresa é isso aqui. Foi muito gratificante vir para cá, crescemos muito como empresa, aprendemos muito a trabalhar em um local compartilhado”, concluiu.

Segundo o sócio cofundador Claiton Pacheco hoje o espaço é o único na cidade, mas o desejo é que esse mercado cresça, “porque fora da nossa cidade temos exemplos como Florianópolis que hoje tem mais de 70 coworkings em toda cidade. Tem muito espaço para crescer, e até por isso estamos montando a Franquia da Plurall, porque queremos explorar esse mercado com a nossa experiência desses últimos três anos”. O evento realizado nesta quarta apresentou os projetos para convidados e imprensa presentes.

 FONTE: ENGEPLUS