dez 22

Pesquisa da Cisco indica demanda por assistentes virtuais

Para executivos, a inteligência artificial pode melhorar tarefas consideradas chatas, como agendar reuniões e tomar notas.

De acordo com novo estudo global da Cisco, a tecnologia vai ser o grande aliado de pessoas para realizar reuniões corporativas. Dados de uma pesquisa realizada com mais de 2,2 mil executivos de dez países, incluindo o Brasil, mostram que 95% dos entrevistados acreditam que a inteligência artificial (AI) vai melhorar tarefas como agendar reuniões, tomar notas ou digitar documentos e e-mails.

Foi descrito um cenário em que um bot participaria de uma reunião, apontaria os tópicos discutidos e apresentaria uma análise. Nove em cada 10 pessoas manifestaram interesse ou empolgação em relação à ideia. Muito poucas ficariam “apavoradas” ou não interessadas;

 

A tecnologia, então, resolveria um problema de 94% dos executivos, que disseram ter “pavor de reuniões”. Além disso, o uso de um assistente virtual beneficiaria as equipes dos entrevistados, com 57% apostando no aumento da produtividade e 51% no foco. Por isso, 60% desejam contar com AI para trabalhos como agendar reuniões e tomar notas.

Outra expectativa é que a inteligência artificial pode ajudar assistentes humanos mais produtivos, na visão de 82% dos executivos. Quando questionada sobre a satisfação no trabalho, metade das pessoas com assistentes humanos se dizem estar muito satisfeitas.

Cenário Brasil (entrevista com 217 pessoas):

  • 51% acreditam que a Inteligência Artificial vai criar mais empregos. Enquanto que 8% acreditam que o AI pode eliminar vagas de trabalho;
  • 51% apontam que o auxílio para serem mais organizados foi o principal fator de motivação para adotar um assistente virtual; 49% dos entrevistados informaram que foi a conveniência;
  • Dos que usam assistente virtual, 45% fazem uso para criar lembretes; 42% para anotações e mensagens de texto; 41% para ligar para as pessoas; 40% para calendário de eventos e 33% para confirmar dados;
  • Áreas como TI (67%), P&D (61%), Marketing (57%), Vendas (55%), Finanças (48%) e Recursos Humanos (40%) seriam as mais beneficiadas pela adoção de assistentes virtuais, de acordo com os entrevistados.

FONTE: IPNEWS