out 09

Paquistão bloqueia o TikTok por ‘veicular conteúdo imoral’

Autoridade de telecomunicações do país tomou decisão após receber diversas denúncias, mas se dispõe a reverter medida se o app melhorar sua moderação de conteúdo

A autoridade paquistanesa de telecomunicações (PTA) confirmou nesta sexta-feira (9) que bloqueou o acesso ao app de compartilhamento de vídeos TikTok, da chinesa ByteDance. O bloqueio veio após a entidade receber diversas reclamações de que o aplicativo estaria veiculando “conteúdo imoral e indecente”.

O efeito não é o mesmo buscado pelos Estados Unidos, que tentou efetivamente banir o app de seu território em agosto, em mais um capítulo da guerra comercial com a China. No caso do Paquistão, o app ainda está presente no país e quem já o tem instalado, consegue acessar partes dele. Novos downloads, porém, estão impedidos.

TikTok está temporariamente bloqueado no Paquistão sob acusação de veicular conteúdo duvidoso aos olhos das autoridades locais. Imagem: Koshiro K/Shutterstock

“Em vista do número de reclamações de diferentes partes da sociedade contra o conteúdo imoral e indecente dentro do app de compartilhamento de vídeos TikTok, a PTA emitiu instruções para o bloqueio da aplicação”, disse a autoridade paquistanesa em um comunicado.

A PTA, porém, ressaltou que está disposta a rescindir a decisão de bloqueio caso o TikTok se comprometa a implementar uma melhor medida de moderação de conteúdo enquanto for ativo no Paquistão. Tal ação, evidentemente, teria que ser aprovada pelo governo local.

Embate com os Estados Unidos

No lado ocidental do mercado, o TikTok segue em sua luta para impedir que o governo americano consiga banir o app de atuar nos Estados Unidos. Em agosto, uma ordem executiva visava, objetivamente, tirar o aplicativo do país, condicionando a sua permanência à ByteDance vender a parte americana de seus negócios a uma empresa local.

Essa negociação resultou na Oracle sendo escolhida para gerenciar o app naquele país, adiando sua proibição, mas o acordo não veio sem limitações: a empresa chinesa recusou-se a entregar seu algoritmo à companhia fundada por Larry Ellison, o que novamente causou atrito junto ao governo estadunidense.

Donald Trump deve avaliar a negociação entre Oracle e ByteDance. Foto: Evan El-Amin/Shutterstock

A evolução mais recente dessa “novela” veio há duas semanas, quando um juiz em Washington barrou o banimento total do aplicativo nos Estados Unidos, que deveria ter ocorrido em 27 de setembro.

Agora, a negociação entre Oracle e ByteDance deverá passar pela avaliação do governo e ser sancionada por Trump. Caso isso não aconteça, o banimento do TikTok nos Estados Unidos deve acontecer até 12 de novembro.

FONTE: https://olhardigital.com.br/noticia/paquistao-bloqueia-o-tiktok-por-veicular-conteudo-imoral/108478