jul 26

Os robôs chineses vão conquistar o mundo (o Brasil não tem robôs)

Hoje os dados sobre a China em relação a modernização de suas indústrias/manufaturas é impressionante. 1/3 da produção global de robôs industriais do planeta está indo para a China. São mais de 150.000 robôs por ano que são instalados nas manufaturas chinesas, sendo que aqui no Brasil, quando muito chegamos a 2.000 robôs vendidos de todos os fabricantes mundiais, simplesmente ridículo.

Estamos virando uma economia do tipo “25 de Março”. O Brasil está perdendo a corrida das maquinas e da produção de manufaturas e bens complexos. Somos cada vez mais uma economia obsoleta. Para o que produzimos os robôs não são necessários. O desaparecimento da industria no Brasil nos transformara numa economia de pequenos comércios, sem sofisticação produtiva. A mecanização e alcance de economias de escala depende da industria, de atividades que são “tecnologicamente progressivas” segundo W. Baumol. Nesse último caso as economia de escala e escopo estão mais presentes, por isso os ganhos de produtividade são muito mais elevados. Algo parecido pode ocorrer com os serviços sofisticados: marketing, design, IT, finanças, advocacia, etc. Para Baumol o aumento de produtividade ocorre principalmente no setor de bens. Os serviços não empresariais não conseguem aumentar produtividade de forma relevante: músicos, educação, garçons, cabeleireiros. São iguais em todos os lugares.

FONTE:

https://www.paulogala.com.br/por-que-o-brasil-nao-tem-robos/