mar 25

Oi faz testes com 5G no Brasil e expande fibra óptica de até 200 Mbps

Espaço em Búzios (RJ) demonstra realidade virtual rodando em estação de testes da Huawei. Público poderá experimentar a novidade até o final de março

O 5G ainda levará alguns anos até ser lançado no Brasil, mas algumas operadoras já conduzem os primeiros testes com a tecnologia. Uma delas é a Oi que, desde o início de março, disponibiliza um teste gratuito para os moradores e visitantes de Búzios, no Rio de Janeiro. A estação é uma parceria com a Huawei e está localizada na Praça da Ferradura, no centro da cidade turística, onde permanecerá montada até o final desta semana.

O espaço consiste em um contêiner com um jogo em realidade virtual (RV) usando o headset HoloLens, da Microsoft. A conectividade é feita por meio de uma estação rádio-base (ERB) 5G direcionada para um Customer Premises Equipment (CPE), termo técnico usado por operadoras de telecomunicações para equipamento dentro das instalações do cliente. O CPE, por sua vez, transmite o sinal de rede para um roteador Wi-Fi da Huawei, para então gerar a conexão com o game. A ideia é que as pessoas experimentem o título com quase nenhuma latência.

Também está disponível para testes uma chamada holográfica usando conexão de quinta geração. Nela, duas pessoas usando o HoloLens conseguem enxergar uma à outra dentro de um ambiente digital. A geração de imagens também é bastante rápida, e qualquer movimento – por exemplo, erguer os braços ou mexer a cabeça – são prontamente exibidos no display dos óculos.

4.5G

De acordo com Laone Poletto, diretor de Planejamento de Core e Transmissão da Oi, a faixa utilizada para os testes com o 5G é de 100 MHz na frequência de 3.5 GHz, a mesma que, segundo o executivo, deve ser a primeira a ser leiloada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em 2020. Também é a mesma faixa que a companhia tem utilizado para empregar o 4.5G, que só em Búzios já conta com 10 ERBs.

Contando com Búzios, a Oi opera com 4.5G 26 cidades brasileiras: Manaus (AM), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Aparecida de Goiânia (GO), Belo Horizonte (MG), Pouso Alegre (MG), Divinópolis (MG), Poços de Caldas (MG), Montes Claros (MG), Varginha (MG), Vespasiano (MG), Ubá (MG), Betim (MG), Recife (PE), Olinda (PE), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Duque de Caxias (RJ), Vilar dos Teles (RJ), Niterói (RJ), Petrópolis (RJ), São Gonçalo (RJ), Cabo Frio (RJ), Teresópolis (RJ), Nilópolis (RJ), Campos dos Goytacazes (RJ), Angra dos Reis (RJ), Nova Iguaçu (RJ), Porto Alegre (RS), Viamão (RS) e Brasília (DF).

Em meus testes na Praça da Ferradura, a velocidade de download do 4.5G da Oi oscilou entre 21 Mbps e 28 Mbps, com upload entre 9 Mbps e 12 Mbps.

Fibra óptica

Além do contêiner com experiência 5G, a Oi montou um segundo espaço para demonstrar as novas velocidades de internet de fibra óptica do Oi Fibra usando Netflix e jogos online, como Fortnite. A oferta para casas (FTTH, na sigla em inglês) está instalada em mais de 350 mil km no Brasil, e toda a infraestrutura tem servido como um teste para as futuras redes de quinta geração. Contudo, a empresa disse que ainda não pode revelar planos de como as novas redes serão implementadas.

Segundo Poletto, são ofertados pacotes com velocidades entre 50 Mbps e 200 Mbps, em 32 cidades de todo o país: Manaus (AM), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Aparecida de Goiânia (GO), Belo Horizonte (MG), Pouso Alegre (MG), Divinópolis (MG), Poços de Caldas (MG), Montes Claros (MG), Varginha (MG), Vespasiano (MG), Ubá (MG), Betim (MG), Recife (PE), Olinda (PE), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Duque de Caxias (RJ), Vilar dos Teles (RJ), Niterói (RJ), Petrópolis (RJ), São Gonçalo (RJ), Cabo Frio (RJ), Teresópolis (RJ), Nilópolis (RJ), Campos dos Goytacazes (RJ), Angra dos Reis (RJ), Nova Iguaçu (RJ), Porto Alegre (RS), Viamão (RS) e Brasília (DF).

FONTE: PC