O maior satélite de internet do mundo apresentou problemas. E agora?

Segundo a ViaSat-3, a capacidade perdida deve ser contornada usando outros dois satélites e redes terrestres.

O maior satélite de internet do mundo, o ViaSat-3 Américas, foi lançado no fim de abril com o objetivo de prover banda larga para todo o continente americano. No entanto, uma falha no dispositivo prejudicou o desdobramento da antena que reflete os sinais para a Terra. Agora, a ViaSat confirmou que o equipamento deve operar com menos de 10% da capacidade projetada.

Satélite vai operar com capacidade reduzida

  • As informações foram compartilhadas, no último dia 12 de outubro, pela operadora ViaSat em uma atualização sobre as condições do satélite.
  • Em julho, a companhia confirmou que o equipamento teve uma falha inesperada e que poderia inviabilizar toda a operação.
  • Segundo a ViaSat, embora a carga útil do satélite esteja funcional, a empresa espera recuperar menos de 10% do rendimento planejado inicialmente.
  • As informações são do portal Tele.Síntese.

Fornecimento de banda larga não será prejudicado, segundo ViaSat

O ViaSat-3 Americas é o primeiro de três satélites geoestacionários que devem formar uma constelação projetada para fornecer banda larga de alta capacidade para todo o planeta. Os outros dois equipamentos têm como objetivo cobrir as regiões da Europa, Oriente Médio e África e da Ásia-Pacífico.

A ViaSat confirmou que não exigirá um substituto para o ViaSat-3, citando que a capacidade perdida deve ser contornada usando os outros dois satélites, redes terrestres e largura de banda de terceiros.

Além disso, a empresa informou que possui cobertura de seguro de US$ 420 milhões (aproximadamente R$ 2,11 bilhões) relacionada ao satélite e que deve acionar o benefício antes do fim deste ano.

Além do ViaSat-3 Americas, a operadora enfrenta problemas em outro satélite lançado ao espaço neste ano: o Inmarsat-6 F2 (I6 F2) – originalmente da Inmarsat, concorrente que foi comprada pela ViaSat neste ano.

FONTE:

https://olhardigital.com.br/2023/10/17/ciencia-e-espaco/o-maior-satelite-de-internet-do-mundo-apresentou-problemas-e-agora/