fev 12

Nubank estreia empréstimo; conheça outras 6 fintechs que oferecem crédito pessoal

Os juros oferecidos pelo Nubank são de de 2,1% a 5% ao mês, valor consideravelmente menor do que a média 5,22% de cobrada pelos bancos brasileiros

O Nubank lançou, nesta segunda-feira (11), seu serviço de empréstimo pessoal. O processo é 100% online, feito através do aplicativo do banco, e o valor solicitado pode ser parcelado em até 24 meses, com 90 dias para pagar a primeira parcela.

O que atrai os clientes, no entanto, são os juros oferecidos: de 2,1% a 5% ao mês. O valor pode ser consideravelmente menor do que a média cobrada pelos bancos brasileiros: 5,22% a.m. (aprox. 62,64% a.a.), segundo Banco Central.

Não é apenas essa taxa de juros que incide nos empréstimos. Na verdade, ela é incluída no Custo Efetivo Total (CET), que considera todas as despesas e cobranças que atingem o crédito pessoal.

Isto é, apesar da taxa de juros representar, na maioria das vezes, a maior parte do CET, também são acrescidos tributos, tarifas, seguros, custos relacionados e outras despesas cobradas na operação. Vale ressaltar que o CET também varia de banco a banco, por isso, a opção mais vantajosa nem sempre é aquele com menor taxa de juros.

O Nubank não é a única fintech brasileira que oferece empréstimo pessoal com taxas menores que as dos bancos tradicionais. O InfoMoney separou algumas das principais fintechs do mercado que também se encaixam nessa categoria. Confira:

Geru

Os empréstimos pessoais feitos pela Geru não solicitam garantias, assim como a novidade do Nubank, e oferecem a opção de pagamento da primeira parcela após 40 dias. Os valores de crédito vão de R$ 2 mil a R$ 50 mil, com prazos de pagamento de 12 a 36 meses. As taxas variam de 2,00% a.m. (aproximadamente 24% a.a.) até 9,50% a.m. (aproximadamente 114% a.a.)

Rebel

A Rebel é uma plataforma de empréstimos online que também funciona sem exigir garantias.Para utilizar o serviço, é necessário que seu CPF não esteja negativado e que você possua renda mensal comprovada. Os valores disponíveis para crédito são de R$ 1 mil a R$ 25 mil, que podem ser pagos em até 24 meses. As taxas variam de 2,9% a.m. (40,92% a.a.) a 9,9% a.m. (210,44% a.a.). Todas as etapas de contratação são feitas pela internet e a análise de crédito é realizada em até 2 horas depois que os documentos são enviados. O valor do empréstimo é disponibilizado em até 1 dia últi.

Lendico

A Lendico é uma empresa que opera com empréstimo pessoal 100% online, disponibilizando valores de R$1 mil a R$50 mil em 06 a 36 meses, sem solicitar depósito antecipado. O CET pode variar de 42,80% a.a. a 1328,42% a.a., dependendo da análise de crédito do cliente e da opção de parcelamento desejada.

Banco Inter

O Banco Inter não trabalha com crédito pessoal sem garantias. O banco digital oferece dois tipos de crédito para pessoa física: o Crédito Consignado e o Crédito com Garantia de Imóvel. O Crédito Consignado é oferecido apenas para servidores públicos, aposentados e pensionistas, possui taxa de juros de a partir de 1,5% a.a. e pode ser pago em até 72 meses. Já o Crédito com Garantia de Imóvel possui taxas de juros a partir de 1,15% a.m. e prazo de até 180 meses para pagar. Neste caso, o valor mínimo do empréstimo deve ser de R$50.000,00 e o máximo de até 50% do valor do imóvel em garantia, que deve valer no mínimo R$200.000,00.

Creditas

A Creditas também trabalha apenas com a modalidade de crédito com garantia. É possível utilizar carros ou imóveis próprios para solicitar o empréstimo. Em ambos os casos, o bem não precisa estar 100% quitado. Para os empréstimos com carro em garantia, é necessário que o veículo seja a partir do ano de 2004 e que o valor mínimo do empréstimo seja de R$ 5.000. O valor máximo é de até 90% do automóvel. Os juros são a partir de 1,69% a. m. (aproximadamente 20,28% a.a.) e o pagamento pode ser parcelado em 18 a 60 meses. Para os empréstimos com imóvel em garantia, o valor da casa ou apartamento deve ser a partir de R$ 150 mil e o valor mínimo solicitado de R$ 30.000. Neste caso, os juros cobrados são a partir de 1,15% a. m. (aprox. 13,8% a.a.) e o pagamento pode ser realizado em 60 a 180 parcelas.

FONTE: INFO MONEY