out 04

A nova fábrica na China em que robôs são construídos por robôs

Startup de robótica Geek+, que foca em automação para estoque e indústria, está ajudando a China a se aproximar dos líderes mundiais no setor

A startup chinesa Geek+ iniciou, no fim de setembro, a operação de sua nova fábrica de robôs. Situada em Nanquim, a instalação terá capacidade de produzir mais de 10 mil robôs por ano. A maior parte da execução será realizada por robôs desenvolvidos pela própria Geek+, regidos pelos algoritmos de inteligência artificial e o sistema de logística e automação da startup. As informações são do South China Morning Post.

Segundo a empresa, a fábrica dispensa a tradicional esteira e será mais flexível e eficiente que outras instalações do setor. Além da manufatura em si, os robôs também serão responsáveis por testar e inspecionar os produtos. “Nos últimos quatro anos, desenvolvemos e implementamos tecnologias para operações de estoque realmente transformadoras”, disse Zheng Yong, fundador e CEO da Geek+, na inauguração do local. “Com nova fábrica, continuamos a construir o caminho para uma cadeia logística de fato inteligente”.

Hoje, a Geek+ vende robôs de logística em estoque para clientes gigantes na China, como a Alibaba, principal empresa de e-commerce do país. A startup vendeu mais de 7000 robôs para 200 projetos espalhados por 15 países. Os produtos aumentam a eficiência em centros de distribuição e depósitos. “Operários passam de 60% a 70% do tempo andando nos armazéns para encontrar os produtos certos”, diz Zheng.

Robótica na logística chinesa

Apesar de concorrer diretamente com os EUA na liderança do desenvolvimento da inteligência artificial, a China ainda está longe de alguns países quando se trata de robótica. A cada 10 mil trabalhadores industriais no país asiático, há 97 robôs. Na Coreia do Sul, em comparação, são 710 robôs por 10 mil operários. Alemanha e Japão também tem maior densidade de automação na indústria.

O objetivo do governo chinês é pelo menos dobrar este número até o fim de 2020. Segundo estudo da Federação Internacional de Robótica (IFR), o mercado de robótica para logística será de US$ 22 bilhões anuais em 2022. Boa notícia para a Geek+, que levantou US$ 150 milhões na última rodada de investimentos, e prevê alavancar as vendas com a nova fábrica inteligente.

FONTE: STARTSE