mar 18

Metade das bicicletas vendidas na Holanda em 2020 eram elétricas

O crescimento de vendas de bicicletas elétricas chamou atenção na Holanda, em 2020. Quase metade das bikes vendidas no ano passado foram desse tipo. Esse aumento já era observado nos últimos anos, mas a quantidade superou as expectativas, mesmo em meio à pandemia da Covid-19.

Os dados da RAI Vereniging e da Bovag, de acordo com o site britânico Electrek, mostraram que 1,1 milhão de bicicletas foram vendidas na Holanda em 2020. Desse total, mais de meio milhão equivalem às elétricas.

A quantidade total de bicicletas vendidas representou um crescimento de apenas 9% do mercado, na comparação com o ano anterior. Mas, ter as elétricas no meio fez com que o faturamento subisse com percentuais melhores, em 31%, chegando a 1,65 bilhão de euros, já que esse tipo é mais caro.

As companhias que fabricam os veículos agora combinam os modelos elétricos com o estilo clássico das bicicletas holandesas. Em toda a Europa, a maioria das bikes elétricas têm pedais, sem acelerador manual. A energia ajuda os ciclistas na hora de percorrer longas distâncias, ou a subir ladeiras e morros.

As bicicletas fazem parte da paisagem holandesa. Imagem: Jack Winbow/Pexels

A bicicleta é parte da cultura holandesa de tal modo que o país precisou construir estacionamentos subterrâneos. A cidade de Utrecht inaugurou, há um ano e meio, o maior deles. O estacionamento fica em baixo de uma estação de trem e comporta mais de 12 mil das magrelas, em três andares.

Em 2019, a Holanda tinha mais desse transporte de duas rodas do que população. Eram 17 milhões de habitantes e 23 milhões de bicicletas. Naquele ano, 16% das pessoas usavam o modelo elétrico. O veículo é o mais utilizado, tendo 84% da população adepta. O país ainda abriga 88 mil quilômetros de rotas apropriadas para o uso da bicicleta, em estradas e dentro das cidades.

FONTE: https://olhardigital.com.br/2021/03/18/carros-e-tecnologia/metade-das-bicicletas-vendidas-na-holanda-em-2020-foram-eletricas/