jun 10

MÉDICO CRIA APARELHO DE ULTRASSOM PORTÁTIL PARA SER USADO COM O CELULAR

A Butterfly iQ, como foi batizado o dispositivo desenvolvido por Jonathan Rothberg, se parece com uma máquina de barbear e custa R$ 7,7 mil

O Butterfly iQ é um aparelho de ultrassom portátil (Foto: Divulgação)

Aparelhos de ultrassom são um dos itens mais importantes da medicina moderna: servem para identificar cânceres em estágio inicial ou descobrir o sexo de um bebê, por exemplo. No entanto, o maquinário continua sendo caro, o que o torna pouco acessível quando comparado à sua grande utilidade.

Uma empresa americana está prestes a mudar isso. A Butterfly Network é criadora de um ultrassom portátil. A companhia, fundada pelo médico Jonathan Rothberg, quer transformar o aparelho em uma ferramenta pessoal, capaz de transmitir imagens de diagnóstico direto para o smartphone do usuário.

ultrassom (Foto: Divulgação)
 O Butterfly iQ, como foi batizado o dispositivo, se parece com uma máquina de barbear e custa US$ 2 mil (R$ 7,7 mil). Hoje, um aparelho tradicional custa entre R$ 96 mil e R$ 380 mil.

O aparelho une semicondutores, inteligência artificial e computação em nuvem para analisar as imagens capturadas pelo dispositivo. Para fazê-lo funcionar, basta conectá-lo ao celular e começar a usar.

A empresa foi fundada em 2011 por Rothberg. A razão? O médico queria desenvolver melhores tecnologias para exames de imagem. O empreendedor possui uma filha com uma doença congênita rara que precisava constantemente ser monitorada. O custo inicial foi de US$ 20 milhões (R$ 77 milhões), saídos de seu próprio bolso, além de um pequeno aporte dado por outras duas instituições.

ultrassom (Foto: Divulgação)
FONTE: PEGN