maio 18

Mastercard começa a testar sistema de reconhecimento facial no Brasil

Mecanismo de pagamento biométrico que usa reconhecimento facial em vez de cartões, smartphones ou senhas começou a ser testado em uma rede de supermercado de São Paulo

 

A Mastercard começou a testar um sistema de pagamento biométrico que usa reconhecimento facial em vez de cartões, smartphones ou senhas.

A empresa disse que seu programa de pagamento biométrico permitirá que um consumidor escaneie seu rosto usando o aplicativo de um varejista e vincule sua imagem a um cartão de banco. A tecnologia é parecida com o uso do FaceID no iPhone, da Apple, para aprovar pagamentos ou desbloquear um dispositivo.

“Quando a pandemia aconteceu, vimos que todo mundo se digitalizou e os consumidores adotaram novas tecnologias”, disse o presidente da Mastercard Cyber & Intelligence Ajay Bhalla em entrevista. “Na verdade, consumidores de todo o mundo nos pediram isso para fazer compras, para suas experiências de varejo.”

Um programa piloto começou esta semana em cinco supermercados St. Marche em São Paulo, disse a Mastercard em comunicado. As lojas usarão um aplicativo desenvolvido pela startup brasileira Payface, uma das pequenas empresas que a Mastercard promove como parte de seu programa de engajamento Start Path.

No lado do hardware, a Mastercard trabalha com empresas como NEC e Fujitsu, com planos de lançar o recurso internacionalmente em breve.

“Temos o Oriente Médio e a África alinhados, Ásia e América Latina”, disse Nili Klenoff, vice-presidente sênior de inovação de produtos da Mastercard, em entrevista. “Estamos realmente ansiosos para levar esta solução para todos os lugares.”

Ela disse que mais recursos que podem usar essa tecnologia estão em andamento. A verificação de idade para a compra de itens de lojas restritas “é algo que estamos começando a explorar e com o qual estamos muito empolgados”, disse ela.

O reconhecimento facial é apenas uma das muitas tecnologias que estão sendo testadas por varejistas, bancos e empresas de pagamentos para eliminar dinheiro e reduzir fraudes.

A Amazon tem um sistema que usa câmeras nas lojas para rastrear o que os compradores colocam em uma cesta e os cobra ao sair. O sistema foi instalado em uma loja da rede de supermercados Sainsbury no Reino Unido e um café da Starbucks em Nova York.

FONTE: https://valor.globo.com/financas/noticia/2022/05/17/mastercard-comeca-a-testar-sistema-de-reconhecimento-facial-no-brasil.ghtml