jun 12

Logicalis promove transformação digital do campo com internet das coisas

Integradora de sistemas atua com cooperativas agrícolas para fornecer uma plataforma de serviços para todas as fases de produção no meio rural

Farmer and laptop

A produção rural tem diversas etapas – planejamento, preparo, plantio, manejo, colheita e distribuição – e todas elas podem ser mais eficientes com o uso de inovações tecnológicas. “É uma área que investe em tecnologia há muito tempo – tradicionalmente maquinário e genética – mas que, cada vez mais e muito rapidamente, vem trazendo a tecnologia para o ecossistema”, afirma Rafaela Mancilha, gerente de internet das coisas (IoT) da Logicalis, à StartSe.

 A empresa é uma integradora de sistemas e une diversas soluções, criadas por um ecossistema de startups e outras organizações parceiras, para oferecer plataformas de serviços ponta-a-ponta. Este modelo de negócio é aplicado em diversas verticais, como indústria, varejo, saúde e, claro, agro.

Quer conhecer mais tecnologias que estão revolucionando o universo Agro? Participe da Agrotech Conference que acontece no dia 19 de junho!

A transformação digital do campo passa, portanto, por soluções presentes nesta plataforma que abordam tecnologias como IoT, sensores, criação de aplicativos, análise de dados, mapeamento, drones, agricultura de precisão, entre outras. Segundo Rafaela Mancilha, o grande produtor rural ou uma cooperativa do setor recebe um “cardápio” de serviços na plataforma, e pode escolher aquelas que forem mais eficazes em seu negócio. “Fornecemos suporte e uma estrutura robusta o suficiente para sustentar essa solução como um todo”, afirma a executiva.

Ao levar conectividade a todo o maquinário da produção rural, a Logicalis permite que o cliente tenha uma série de dados que são importantes para aumentar a eficiência da fazenda. “Na hora de obter crédito ou negociar com seguradoras, estes dados comprovam os resultados e são argumentos para conseguir fechar um negócio melhor”, complementa Rafaela.

Case Coopercitrus

Na prática, as soluções de IoT da Logicalis aumentaram a produtividade das fazendas cooperadas da Coopercitrus, com sede no estado de São Paulo – embora não tenham sido divulgados dados concretos neste sentido. No “Portal do Cooperado”, os produtores agrícolas filiados à instituição podem encontrar as diversas soluções que automatizam e simplificam processos.

“O portal está dividido em quatro pilares, sendo eles: monitoramento agrícola, análise de fertilidade por zona de manejo, mapeamento de plantas daninhas e monitoramento climático”, explica a Logicalis em comunicado.

Monitoramento agrícola

Um drone analisa a plantação e captura fotos da lavoura. Então, as imagens são processadas no portal e indicam o nível vegetativo e de clorofila. Automaticamente, as informações são passadas ao suporte da Coopercitrus para que um técnico vá às áreas avaliadas como críticas pelo sistema e dê um diagnóstico para recuperação. Todo o conteúdo gerado, bem como recomendações, são disponibilizadas no portal para o produtor agrícola.

Análise de fertilidade por zona de manejo

A análise de fertilidade é realizada pela coleta de amostragem do solo, em um processo que era realizado manualmente pela Coopercitrus e foi automatizado com as soluções da integradora. “A Logicalis automatizou o processo e o tornou mais eficiente, já que as amostras coletadas são escolhidas de acordo com a análise da safra anterior”, explica, em comunicado.

Mapeamento de plantas daninhas

Um drone é responsável por capturar imagens, que geram um mapa que reconhece onde estão ervas daninhas. Em seguida, um drone pulverizador recebe as informações e realiza de forma autônoma o manejo da plantação, evitando perdas de áreas inteiras.

Monitoramento climático

“Sensores coletam dados de velocidade e direção do vento, pluviometria, radiação, solar, umidade, temperatura e umidade dos solos”, comunica a Logicalis. Todos esses dados são disponibilizados na plataforma móvel para que técnicos possam analisá-la e criar estratégias para tornar a produção mais eficiente.

FONTE: STARTSE