dez 06

Lime, startup de scooters elétricas, estrea linha de carros compartilháveis

As corridas no LimePod custarão US$ 1 para desbloquear o carro e 40 centavos por minuto de uso

A Lime, startup conhecida pelo verde limão característico de suas bicicletas e patinetes elétricos, está apostando em uma nova forma de transportar pessoas: carros compartilháveis.

A partir dessa semana, usuários de Seattle poderão reservar um “LimePod”, um Fiat 500 de 2018 identificado com a marca, dentro do aplicativo. Lá terão 50 carros disponíveis como parte da primeira tentativa, uma vez que o plano da startup é aumentar o número até o fim do mês.

“LimePods, da linha de produtos de carros compartilháveis da Lime, é uma solução conveniente, acessível e resistente a mudanças no clima para as comunidades”, um representante da Lima disse ao Techcrunch. “O uso fácil de achar, desbloquear e pagar pelos carros será consistente com como usuários da Lime usam os patinetes e e-bikes hoje.”

As corridas no LimePod custarão US$ 1 para desbloquear o carro e 40 centavos por minuto de uso. A empresa planeja lançar carros compartilháveis adicionais na Califórnia no começo do ano que vem. Seus patinetes elétricos e e-bikes, por exemplo, são US$ 1 para desbloquear e 15 centavos por minuto e as bicicletas convencionais ão US$ 1 para desbloquear e 5 centavos por minuto.

Fundada em 2017 pelos estudantes Toby Sun e Brad Bao de Berkeley, a startup levantou um total de US$ 467 milhões até agora da GV, Andressen Horowitz, IVP, Section 32, GGV Capital e mais. Relatórios indicam que a Lime está levantando uma rodada no momento, mirando nos US$ 3 bilhões de valor de mercado.

A empresa está expandindo rapidamente, lançando recentemente uma frota de patinetes elétricos e bicicletas na Austrália, assim como fazendo contratações memoráveis semanalmente. No último mês, a Lime conquistou Joe Kraus, um parceiro da GV, braço de capital de risco da Alphabet, e um membro do conselho de diretores da startup, para ser seu primeiro chefe financeiro. Antes disso, ela trouxe o antigo chefe de negócios do Uber, David Richter, para ocupar o cargo de chefe de negócios e chefe interino financeiro.

FONTE: StartSe