dez 14

Japão vai combater trabalho compulsivo com música e drones

A empresa japonesa Taisei apresentou à imprensa um novo drone, cuja principal função é expulsar os trabalhadores compulsivos, ou “workaholics”, dos escritórios, informou Shanghai Daily.

O drone T-Friend está equipado com uma câmera. Em um determinado horário o drone sobrevoa o escritório e se posiciona na proximidade de um trabalhador que está excedendo o seu turno. Os seus reprodutores começam a tocar a música tradicional escocesa Auld Lang Syne, enquanto o trabalhador não deixar o seu posto. A empresa explicou que a escolha da melodia não foi um acaso. A canção é ouvida todas as noites em supermercados japoneses para informar os clientes do encerramento das atividades. Além disso, a melodia é executada ao fim de diversas cerimônias e durante as festividades de fim de ano.

“Você não vai conseguir trabalhar de verdade quando se lembrar que logo em breve o drone estará aí”, disse o diretor da Taisei. A publicação destacou que o drone deve custar cerca de US$ 4,5 mil por mês.

O Japão é conhecido como um país com o maior número de “workaholics” no mundo. Em janeiro deste ano, as autoridades iniciaram uma campanha contra o trabalho compulsivo, que é considerado um dos principais motivos de suicídios no país.

Segundo dados oficiais, pelo menos 200 pessoas tiram a própria vida em função das desordens provocadas pelo trabalho em excesso. E os sindicatos locais alertam que esses casos são subnotificados.

FONTE: SPUTNIK