jan 02

Inteligência Artificial como forma de monitorizar atividade online das crianças

Matt Philips é pai, cirurgião e o criador da Social Judo, uma solução que usa Inteligência Artificial para monitorizar o que as crianças fazem enquanto estão online.

Os meus filhos são tão vulneráveis quanto os dos meus vizinhos. Muitas crianças bastante normais e simpáticas têm os mesmos erros de julgamento que outras pessoas», explica Matt Philips. Estas são algumas das motivaçõe que levaram este médico a criar uma app que usa Inteligência Artificial para vigiar tudo o que as crianças fazem online, mas sem lhes violar a privacidade.

Os pais atualmente enfrentam várias escolhas difíceis e têm de optar se dão ou não acesso a dispositivos conectados à Internet, se lhes dão o seu próprio espaço e privacidade ou se devem estar a espiar constantentemente tudo o que é dito ou visitado pelos menores.

As lojas de apps da Apple e da Google estão recheadas de soluções que ajudam a esconder imagens ou mensagens e, por outro lado, por vezes é difícil para os pais manterem-se atualizados sobre o vocabulário e expressões usadas e o seu real significado. Assim, se uma criança ou jovem quiser agir nas costas dos pais, consegue-o com relativa facilidade. Daí a vantagem da solução Social Judo que usa a Inteligência Artificial para analisar o volume de dados gerados pela utilização de apps por parte dos menores.

A Social Judo está particularmente afinada para detetar conteúdos profanos, nudez, sexting, pornografia ou indicadores de radicalização. É uma espécie de Google Analytics adaptado aos pais e usa software proprietário, em combinação com a plataforma Watson da IBM.

FONTE: EXAME INFORMÁTICA